Imip/Dom Malan explica como vai funcionar serviço de Pediatria após médicos se demitirem

por Carlos Britto // 14 de junho de 2009 às 17:29

A Assessoria de Comunicação do Hospital Imip/Dom Malan enviou uma nota à imprensa, ontem (13), explicando como vai funcionar os serviços de Pediatria após o pedido de demissão dos profissionais que atuavam na unidade:                                 

 

                                                    NOTA À IMPRENSA:

Em face da considerável redução do efetivo de médicos pediatras que pediram demissão do Hospital Dom Malan, e preocupados em manter assistência em condição mínima, segura e dentro da nova realidade de quantitativo de profissionais, a direção do IMIP-Dom Malan resolve:

 Elaborar escala de um médico pediatra por plantão no pronto socorro
 infantil; um médico neonatologista na sala de parto; e um médico na UTI
 pediátrica, bem como reduzir o número de leitos de internamento na
 enfermaria de pediatria de 37 para 26 e, na UTI infantil, de 6 para 4;

 No pronto socorro infantil os pacientes deverão ser  classificados de acordo com a prioridade do seu atendimento. As crianças que recebem as pulseiras vermelhas e amarelas serão atendidas na emergência. As classificadas com pulseiras verdes (baixo risco) serão encaminhadas para atendimento nos postos de saúde e demais unidades responsáveis pela atenção básica.

 Na impossibilidade de internamento dos pacientes no Hospital Dom Malan
os mesmos serão referenciados para as demais unidades hospitalares que prestam atendimento para  rede pública, conforme orientação da secretaria de saúde de Petrolina

A direção do IMIP-Dom Malan reafirma que vem acompanhando os fatos com extrema preocupação e esperamos que os impasses sejam solucionados o mais brevemente possível.

Imip/Dom Malan explica como vai funcionar serviço de Pediatria após médicos se demitirem

  1. Gilberto Orlando disse:

    Já falei sobre os cirurgiões e agora repito sobre os pediatras: envie um ônibus vazio para RECIFE, FORTALEZA, NATAL E SALVADOR e no retornos dos ônibus teremos: 120 pediatras para trabalhar em PETROLINA. Se o Prefeito se deixar levar pela pressão do cartel dos médicos de Petrolina logo logo toda verba do municipio será para bancá-los. Hoje pedem plantões em valores exorbitantes, depois vão começar a pedir um hospital só para eles, depois vão querer colocar um deles para ser SECRETÁRIO DA SAÚDE DE PETROLINA e depois vão até quer o lugar do PREFEITO!!!!!!!!
    ABRE O OLHO JÚLIO…. logo logo vão ser os fisioterapeutas, fonoaudiologos, assistentes sociais, enfermeiras e técnicos de enfermagem TODOS QUERENDO SEU AUMENTO DE PLANTÃO!!!!!

  2. Sou mais Fundação Saúde disse:

    O Poder Público tem que aceitar a demissão dos médicos. Ninguém nesse mundo é insubstituível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *