Imip-Dom Malan vai reduzir número de atendimentos

por Carlos Britto // 04 de junho de 2009 às 19:18

hospital-dom-malan2Depois da demissão em massa dos médicos do Hospital de Urgências e Traumas (HUT), e da falta da falta de profissionais na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro José e Maria, em Petrolina, agora é a vez do Imip-Dom Malan diminuir o número de atendimentos.  

Segundo nota enviada pela assessoria de imprensa do Imip-Dom Malan, a superintendência do hospital tomou medidas de acordo com a redução do efetivo de médicos obstetras e tem o intuito de manter assistência mínima, segura e dentro da nova realidade de quantitativo de profissionais.

A unidade reduziu o número de leitos de internamento para partos e demais procedimentos obstétricos de 17 para 12 e elaborou um escala de apenas dois médicos por plantão.

No caso de haver impossibilidade de internamento das pacientes no Hospital Dom Malan, as mesmas serão referenciadas para as demais unidades hospitalares que prestam atendimento à rede pública.

Ainda de acordo com a nota, a direção do IMIP-Dom Malan reforça que vem acompanhando os fatos “com extrema preocupação”, esperando que o impasse seja solucionado o mais brevemente possível.  

Imip-Dom Malan vai reduzir número de atendimentos

  1. ATENTO disse:

    A população de Petrolina já viu este filme e o final não foi nada feliz. Relembrando: Guigui vagalume fechou o D. Malan. Agora é a vez de Julio Lost, o prefeito da saúde… o prefeito que ia cuidar das pessoas… o prefeito que ia despachar de dentro do D. Malan = o prefeito q vai fechar o HDM…

  2. Roberto Guedes disse:

    É impressionante… não sei quem manda na cidade, se é o prefeito, os médicos, os sindicatos dos médicos, os enfermeiros, o sindicato dos enfermeiros ou o Ministério Público. Acho que seria melhor fazer o seguinte: paga 20 mil a cada médico e coloca o presidente do sindicato como prefeito… se tudo que os médicos quiserem a Prefeitura seder quando eles pedirem bunda quero ver quem vai dar….

  3. Interessada disse:

    É triste ver como a saude está sendo tratada em Petrolina. Me envergonho em dizer que votei em Julio Lóssio, infelizmente essa não foi a Petrolina que apresentaram na campanha pra gente. O proximo passo é a saida do IMIP.
    Mais uma vez a população vai ficar de mãos cruzadas???
    Gente acoooorda, o que mais será preciso acontecer???
    Reflitam….

  4. Fernando disse:

    Júlio Lóssio está perdendo a minha adimiração. Chega de dialogar com essa turma de branco. Bota todo mundo para o olho da rua. Vai nas capitais: Recife, Salvador, Teresina, Fortaleza… que tem muitos que vão querer ganhar o mesmo que esses afortunados médicos chantagistas não querem ganhar. Ou Júlio Lóssio toma uma decisão de Estadista, ou outros oportunistas irão também pressioná-lo.

  5. Joao disse:

    Será que somos todos cegos??
    O IMIP não estaria forçando uma revisão nos valores contratuais com a prefeitura?
    Os médicos cumpriram aviso prévio até fim de junho, e o IMIP não selecionou ou recrutou novos médicos pq?
    Quando dizem que é façil trazer médicos pagando o que se paga em Petrolina, as pessoas deveriam saber que esse salários estão defasados em relação aos que os mesmos recebem nas grandes capitais.
    Será que se paga tão bem assim em Petrolina? Um médico, em uma grande capital ganha tanto ou mais que aqui. Essa é a realidade.
    E sinceramente, vocês acham que eles irão preferir sair das capitais para virem para o interior.
    Enganados também estão, aqueles que acham que os formandos da UNIVASF, ficarão por aqui. E enumero alguns motivos :
    1. A maioria dos alunos são de outros estados, ou municípios, e deverão retornar ao seu estado/cidade de origem,
    2. NÃO existem vagas de residência médica em Petrolina ( apenas para Medicina de Família e Comunidade, se não me engano – 3 vagas), após o curso de medicina, os médicos, em sua grande maioria, ingressam na residência médica, que tem duração de cerca de 2 a 3 anos ou mais, dependendo da especialidade.
    Outra questão : a qualidade dos alunos formados em medicina. A UNIVASF é uma universidade nova. Pois qual é o grau da qualidade dos docentes???? Quantos tem Mestrado??? Quantos tem Doutorado??? A grande maioria dos professores tem especialidade,e não mestrado/doutorado. Mais. Onde esses alunos fizeram internato???Onde estagiaram. Isso . Nos hospitais que tanto criticam. Com profissionais massacrados pelos comentários deste blog.
    O buraco é mais embaixo.
    Que tal tirarmos o tapa olhos?
    Vamos propor soluções.
    Chega de discutir quanto ganha o médico. É muito?
    Quanto ganha um Juiz , Promotor, Fiscal da Receita???
    Soluções, que tal discutirmos isto.
    Médico não vem apenas pelo salário. Salário, hj nas grandes cidades bate pau a pau com os daqui. Isso é fato.
    Vamos falar de estrutura, incentivos, fixar o médico na região.

  6. Joao disse:

    O aviso pévio dos médicos do IMIP foi até final de maio.
    ##correção####

  7. epaminondas disse:

    AGORA ENTENDI…
    JULIO DISSE QUE IA RESOLVER A QUESTAO DA SAUDE NO MUNICIPIO.
    RESOLVEU FECHAR TUDO?!
    SO PODE…
    LEMBRA GUILHERME QUE FECHOU O DOM MALA?

  8. Geraldo Bispo disse:

    É um absurdo total isso.. imagino a angústia das gestantes que estão com 8 meses de gestão pensando em onde será realizado seu parto…nunca pensei que a sociedade sentiria falta das parteiras, mas isso aconteceu! Plantão a R$ 700,00…. aconteceu!? Estão quase lá….
    Pensem.. um plantão de R$ 700,00 por dia durante um mês dá 21 mil reais…O prefeito ganha isso???? O Governador ganha isso???O Presidente ganha isso????? Não, o maior saláro é do Presidente que é R$ 17 mil… mas os médicos de Petrlina acham que merece isso… sem contar que muitos dão mais de um plantão por dia, então esse valor pode passar dos 40 mil…. MAS PRA ELES É POUCO!!! Sou totalmente contra paralização dos serviços de saude… devem haver outras formas de reinvidicar aumento!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *