Homem sofre infarto a poucos metros do Samu de Petrolina e acaba vindo a óbito

5

Um homem veio a óbito em Petrolina, nesta sexta-feira (23), após sofrer um infarto em via pública. O fato ocorreu na Cohab Massangano, zona oeste da cidade, a poucos metros do prédio do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).

Populares chegaram a procurar o Samu na tentativa de que algum profissional da unidade fosse prestar socorro à vítima, mas foram informados que a ocorrência teria de ser informada por telefone. Caso contrário, a equipe não poderia realizar o atendimento.

Segundo informações, o homem foi identificado por Josué Guimarães Herculano. Ele era natural do Recife (PE), morava sozinho na Cohab Massangano e ganhava a vida como vendedor de lanches. Toda a documentação dele foi deixada no Samu para que a notícia possa chegar a algum familiar. Sobre a questão do atendimento, a reportagem procurou o Samu, mas a funcionária que atendeu a ligação não tinha os detalhes porque o fato não aconteceu no seu turno de trabalho. O Blog também procurou a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e aguarda um posicionamento.

5 COMENTÁRIOS

  1. O samu sendo samu, melhor se omitir do que deixar de registrar a ocorrência.
    Não é o primeiro caso e nem será o último, infelizmente nesse ponto o samu deixa a desejar demais.
    A questão burocrática é maior que o senso de humanidade.

  2. Omissão de socorro! CRIME
    Art. 135 – Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública: Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

dezenove + 1 =