Homem diz que esposa foi agredida por médico em Juazeiro

por Carlos Britto // 10 de janeiro de 2009 às 20:15

O que deveria ser uma consulta médica em um psiquiatra virou caso de polícia em Juazeiro. Familiares de uma paciente deram queixa do médico José Roberto Dewilson que durante um procedimento teria agredido a paciente e os familiares que estavam na sala durante a consulta. O auxiliar administrativo Renato Alves dos Santos mostrou o braço, que teria sido agredido pelo médico na confusão. Ele diz que levou a mulher em estado crítico de depressão para atendimento na Clínica Nossa Senhora de Fátima. O arrependimento começou com a chegada do médico. “Ele falou assim: nada como resolver isso aí com um simples tapa, mas não vou dar porque não vale à pena”, conta Renato Alves. Diante da agitação, a mulher de Renato teria ficado mais alterada. Segundo ele, foi quando a briga ficou ainda mais violenta. “Ele abriu o armário com tudo e pegou uma maleta de ferro. Depois deu um soco na minha esposa”, diz Renato Alves. O cunhado dele, Josivaldo Neves, diz também que foi agredido. “Ele pegou a barra de ferro e começou a me agredir”. O médico José Roberto Dewilson foi procurado pela reportagem, mas não quis dar entrevista. Mas, por meio de funcionários da clínica, ele disse que não tinha nada a declarar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.