Governador da Bahia apresenta Consórcio do Nordeste para embaixador chinês

4
Crédito da foto: Camila Peres/GOVBA

A parceria entre a China e os Estados nordestinos está em andamento em grandes projetos de infraestrutura, a exemplo do Veículo Leve de Transporte (VLT) de Salvador, e deve ganhar um novo impulso a partir da aproximação do Consórcio do Nordeste com o país asiático. Em visita ao embaixador Yang Wanming, nesta segunda-feira (5), em Brasília, Rui pediu apoio para esse intercâmbio de oportunidades.

Vamos preparar os projetos que o Nordeste quer promover e que chineses possam ter interesse, e contamos com o embaixador nessa agenda de oportunidades. Há interesse de todos os nove Estados“, assegurou Rui.

Após acertos dos detalhes, Yang Wanming indicou o início de 2020 como um bom período para a missão ocorrer. “Podemos fazer uma preparação assertiva e manter a continuidade do intercâmbio entre pessoas, autoridades locais e investimentos”, disse o embaixador, acrescentando que a Bahia é um dos Estados com maior cooperação com a China.

Rui e Yang Wanming também conversaram sobre projetos em negociação entre o Governo da Bahia e os chineses, a exemplo da Ponte Salvador-Itaparica, com previsão para lançamento de edital nos próximos meses e possibilidade de participação chinesa na licitação.

Evento cultural

Yang Wanming ainda perguntou sobre os artistas baianos e a possibilidade de realização um evento na área cultural. Em resposta, Rui sinalizou potencial de sucesso e se colocou à disposição para ajudar. O secretário executivo do Consórcio, Carlos Gabas, e o secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório, acompanharam o governador na audiência na embaixada da China.

4 COMENTÁRIOS

  1. O governo chinês tem que ficar esperto, pois está negociando com PETISTA, e esse povo a gente já sabe como executam obras no Brasil. Será que terá “metrôlão” kkkkk.

  2. O governador da Bahia petista COMUNISTA nato, é capaz de passar até o estado da Bahia para os Chineses COMUNISTAS e poderosos no mundo, ainda bem que temos EUA com potencial maior para enfrenta-los. Não se iludam, a China vende produtos de baixa qualidade e aliado a isso eles pagam em média $ 100 dólares de salário aos trabalhadores deles, por 12hs de trabalho por dia, por isso o produto é barato, é quase regime de escravidão. Em cidades dormitórios nos arredores de Pequim, abarrotadas de trabalhadores da classe mais baixa, eles colocam redes nas varandas para evitar suicídios que é grande o índice devido a opressão e pressão exercida do regime sobre a classe operária e o povo também.

    • “Oh shit here we go again!” CJ.

      Falou muita, mas muita bobagem, a China é um dos maiores investidores da economia americana, os EUA devem ser comunistas por causa disso… A alegada escravidão chinesa é um mito de olavete, pois trabalho escravo não proporciona aumento de renda como está acontecendo com os chineses, pois desafia as leis da economia, que funcionam como leis da física. Do contrário é caso inédito na história. A carga horária elevada se deve ao alto volume de encomendas que os chineses tem que produzir, uma vez que a atuais tecnologias não permitem diminuir a carga horária sem perda de produtividade, talvez isso aconteça num futuro próximo, já que a China é um dos maiores investidores em automação industrial (por que comprar máquinas caras, se temos escravos baratos?).

      Antes de falar bobagens, pesquise melhor em fontes sérias, não em astrólogos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome