Gestores escolares de Petrolina iniciam diálogo com foco no ano letivo de 2020

1
(Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Petrolina já começou a intensificar o planejamento escolar para 2020.  Para isso, a secretária de Educação, Cultura e Esportes, Margareth Costa, está realizando reuniões individualizadas com os gestores escolares da rede municipal. A finalidade é de organizar o quadro de pessoal de cada unidade de ensino e receber as demandas para o planejamento do próximo ano letivo.

Entre as ações prioritárias da pasta estão a de garantir a presença dos professores em sala de aula durante todo o ano letivo, sem interrupções nas sequências didáticas; assegurar o fornecimento dos materiais de suporte ao estudante e continuar com as ações de manutenção, ampliação de salas, revisão da rede elétrica e ampliação da instalação de ares-condicionados, bem como garantir o número suficiente dos técnicos administrativos e equipe de apoio, mantendo o bom funcionamento do ambiente escolar.

O objetivo do diálogo é preparar a equipe da Sedu para realizar o planejamento do próximo ano, a partir das prioridades das unidades.  “O órgão central do sistema de ensino deve planejar e atender as demandas das unidades em tempo hábil, como condição para o desenvolvimento do processo pedagógico escolar e, consequente alcance das metas de aprendizagem estabelecidas. Estamos nos antecipando para garantir o melhor para nossos alunos em 2020“, ressalta Margareth Costa.

1 COMENTÁRIO

  1. Que manchete bonita, pena que não é bem assim… Estão hostilizado os professores que têm trabalhado sob pressão, adoecendo e com salário incompleto…sem as gratificações que tem direto. Estão fazendo um desmonte do NAPPNE-Núcleo de Apoio Psicopedagógico ao Estudante (para alunos com deficiência,ou dificuldade de aprendizagem), que antes já não dava conta do atendimento aos alunos da Rede municipal tendo 4 psicopedagogas, agora com duas então…e também estão desfalcando o Atendimento Educacional Especializado que atende os alunos com deficiência nas salas de recursos nas unidades escolares tirando alunos do atendimento e deixando os professores sem as gratificações e aula atividade a que têm direto.Desde o início do ano os professores estão com o seu orçamento comprometido e todo mês o que dizem é que irão regularizar no próximo. Estou a espera desde abril. É uma vergonha ver conquista de anos desmoronando em minutos. Professores adoecendo e sendo pressionados a ficar numa sala de aula com mais de 35 alunos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome