GCM de Petrolina faz balanço das ações de combate à violência contra mulheres do início de janeiro até agora

0
Foto: Ascom PMP/divulgação

A quarta-feira (25) foi dedicada ao Dia Internacional da Não-Violência Contra as Mulheres. Participando efetivamente das ações de segurança pública e de políticas voltadas ao combate à violência de gênero, a Patrulha da Mulher da Guarda Civil Municipal (GCM) de Petrolina divulgou dados estatísticos do atendimento realizado na fiscalização de medidas protetivas e o acompanhamento às vítimas de violência doméstica e familiar no cumprimento de medidas protetivas relacionadas às diretrizes da Lei Maria da Penha.

Ao todo, desde o início de 2020, foram detidos e conduzidos 61 indivíduos para a Delegacia de Polícia por cometerem algum tipo de ato de violência contra a mulher, e feito o acompanhamento de 255 mulheres no cumprimento de medidas preventivas; também foram lavradas cerca de 1.600 certidões de fiscalização de medidas protetivas, além de 6 retiradas de pertences de vítima do local da ocorrência, em apoio a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), mais 28 acompanhamentos de vítimas à DEAM para registro de Boletim de Ocorrência (BO), dois encaminhamentos de vítimas a abrigo provisório e vários encaminhamentos/conduções de vítimas ao CEAM para atendimento psicológico jurídico e social.

Quanto ao atendimento a chamadas de emergência geradas através do número 153, foram realizados 133 atendimentos a ocorrências diversas – tais como agressão física e psicológica, violência patrimonial, ameaça, tentativa de feminicídio, cárcere privado e violência sexual/atentado violento ao pudor.

Ações como estas fortalecem a proteção às mulheres vítimas de violência, bem como mostram que a Patrulha da Mulher da Guarda Civil Municipal de Petrolina vem buscando cumprir o seu papel no fortalecimento da segurança pública municipal e na efetivação da Lei Maria da Penha”, avalia o Inspetor Jota Santos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome