Frutas para entidades carentes de Petrolina

por Carlos Britto // 02 de março de 2009 às 21:00

Graças à Associação dos produtores rurais do Núcleo habitacional (N6) do Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho, 48 instituições sociais em Petrolina começaram a receber, gratuitamente, os produtos alimentícios doados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) gestora do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do Governo Federal.

Com o beneficiamento da sua produção pela Conab, o irrigante garante a venda antecipada da colheita com preços mais valorizados e, em compensação, sem correr riscos financeiros com negociantes intermediários – os atravessadores. O convênio firmado com Conab, no valor de R$ 61 mil, permite que cada agricultor familiar comercialize até R$ 7 mil da safra por ano.

O pioneirismo do N6 para inserir Petrolina no PAA teve uma contrapartida importante da Codevasf. “Esse projeto desafiante contou com o apoio de vários órgãos desde os sindicatos, secretarias municipais até empresas de extensão rural”, declara o engenheiro agrônomo Luciano de Castro Monteiro, extensionista da Plantec, empresa subsidiaria da Codevasf na prestação de assistência técnica e extensão rural nos perímetros Nilo Coelho, Bebedouro e área Maria Tereza.

A primeira entrega das frutas às entidades beneficiárias ocorreu no dia 18 de fevereiro. A distribuição das próximas remessas será feita três vezes por semana. O dinheiro depositado na conta da Associação dos produtores do N6 é liberado à medida que a mercadoria for sendo entregue, em boas condições de consumo, para a instituição beneficente contemplada pelo Programa de Aquisição de Alimentos.

A Codevasf estima que sete mil pessoas sejam beneficiadas pelo PAA implantado por meio do Perímetro de Irrigação Nilo Coelho, que fornece ao Programa 10 mil quilos de banana e goiaba semanalmente.

Fonte: CM Codevasf – Petrolina/PE

Frutas para entidades carentes de Petrolina

  1. Thiago Galvão disse:

    Caro Carlos Britto, sou um leitor assíduo do seu blog. Quero dar parabéns pelo sucesso e também fazer uma correção na matéria…
    Também trabalho na empresa que presta assistência técnica ao pequeno produtor, e o nome da empresa é: PLANTEC, e não Projetec como informa a referida matéria.
    Thiago Galvão

  2. Pedro Alves da Silva disse:

    Que boa notícia principalmente nesta época que só a crise é assunto. Tomara que o PAA chegue tambem para Juazeiro ,quanta carência nós vivenciamos…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *