Frutas baianas apodrecem no mercado europeu

por Carlos Britto // 24 de janeiro de 2009 às 21:34

A recessão na Europa (a Inglaterra já admitiu a crise abertamente) está trazendo sérios prejuízos a produtores de frutas do Vale do São Francisco, que as comercializam no mercado europeu em consignação (modalidade em que só se recebe o pagamento depois da venda). Com a crise, uvas e mangas passaram a apodrecer nos mercados da Europa à espera de compradores, descapitalizando severamente os fruticultores. Esta semana, para evitar o aprofundamento dos problemas na região, a secretaria estadual de Agricultura lançou uma proposta emergencial aos Ministérios da Fazenda e da Integração Nacional pela renegociação das dívidas e a garantia de novos créditos aos produtores. A medida foi aprovada ontem, depois de intervenção decisiva do governador Jaques Wagner (PT).De prático, os fruticultores conseguiram a renegociação das parcelas vencidas desde setembro de 2008 e daquelas que vencerão em 2009, pagando apenas 2% do saldo devedor em atraso. Eles também poderão tomar novos empréstimos para as próximas safras. Técnicos da secretaria informam ao site que, em outras regiões igualmente afetadas pela crise, ações idênticas estão em andamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.