Fiscalização da AMMA resulta em multa de mais de R$ 16 milhões a empresa têxtil no Distrito Industrial de Petrolina

por Carlos Britto // 24 de agosto de 2018 às 08:20

Foto: Ascom PMP/AMMA divulgação

Uma fiscalização realizada na manhã desta quinta-feira (23) pela Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), que teve o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), resultou na aplicação de uma multa de mais de  R$ 16 milhões a uma empresa de fabricação têxtil localizada no Distrito Industrial de Petrolina.

A denúncia sobre uma tubulação despejando líquido escuro no canal foi feita ao órgão por meio da Ouvidoria da prefeitura. As equipes, então, se deslocaram para o endereço e, ao chegarem, constaram o crime ambiental.

Segundo a investigação, a empresa estava despejando efluentes de resíduos químicos sem tratamento em um canal que tinha como destino o Rio São Francisco, através de uma tubulação de concreto camuflada com madeira e vegetação – o que dificultava a visualização e identificação da origem.

Foi observada também a falta de licença ambiental no estabelecimento. Após identificar as irregularidades, o local foi interditado e as atividades da empresa suspensas. “Esse material é um dos mais severos contaminantes para os corpos hídricos, pela sua grande carga de produtos químicos dissolvidos. Interromper as atividades irregulares dessa empresa representa um compromisso da prefeitura em preservar o meio ambiente e continuar as ações de revitalização do Rio São Francisco“, explicou o diretor de projetos da AMMA, Victor Flores.

Notificação

As equipes levaram quase três horas verificando o problema. A empresa tem 20 dias, a partir da data da notificação, para regularizar as atividades. A penalidade foi aplicada pela AMMA e se baseou no Artigo 66º do Decreto Federal 6514/2008, que determina multa entre R$ 5 mil e R$ 50 milhões para o crime ambiental. Outras denúncias podem ser feitas através do telefone da ouvidoria no número: 156.Com informações da assessoria da PMP/AMMA.

Fiscalização da AMMA resulta em multa de mais de R$ 16 milhões a empresa têxtil no Distrito Industrial de Petrolina

  1. Manoel Amadeu Rodrigues disse:

    Só não acredito que o a multa seja paga eu pessoalmente acho impossível

  2. sempre atento disse:

    Uma empresa desta era para ser fechada na hora e seu dono ser preso para tomar vergonha,só pensa em se dá bem e a sociedade que se fod..a,pois isto estamos lascado nossa sociedade esta muito desonesta,temos que ter leis severas para autoridades corrupta, empresario safados que desobedecem as leis e pobre sem vergonha na cara que vende seu voto por 50 reais depois ficam reclamando da vida.

  3. CESAR disse:

    QUEM SO FAZ AS COISAS CERTAS QUE ATIRE A PRIMEIRA PEDRA NAO DEFENDENDO O ERRADO MAIS DEPENDENDO DO DEDO DE QUEM APONTA OOOOOOOOOOOOOO PREFEITURA

  4. tô de ôlho disse:

    Não falou o nome da Empresa? isso porque a maior Empresa do ramo têxtil de Petrolina, despeja diretamente no Rio, logo alí depois do Restaurante Bêra D’Água, cerca de 120,0 m, pode até ser essa mesma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.