Família de bebê com doença rara espera por cirurgia há cinco meses

0
Pais do bebê. Foto: Wanderley Alves.

Os pais do pequeno Henrique dos Santos Rodrigues, de apenas cinco meses de idade, participaram na manhã do hoje (14) do Programa Carlos Britto, na Rural FM, pedindo ajuda para resolver o problema de saúde do filho. O pai, Onildo Rodrigues, relatou que a criança tem uma doença rara chamada constipação intestinal crônica, que é uma má formação do intestino que dificulta a evacuação das fezes. Eles têm que fazer a limpeza retal no bebê através de sonda pelo menos três vezes ao dia, e estão aguardando a liberação da cirurgia há cinco meses, temendo pela vida do filho. A família mora no Residencial Monsenhor Bernardino, em Petrolina.

“Não recebemos nenhuma resposta com relação à cirurgia para Recife há cinco meses.  Praticamente todos os dias a gente vai lá [na Secretaria de Saúde Municipal] e a resposta que temos é que estão aguardando liberar uma vaga. A gente está desesperado sem saber o que fazer. Se essa cirurgia não for feita até a criança completar um ano, terá que ser feita aqui no [Hospital] Dom Malan e terá que colocar o intestino dele pra fora e passar um ano e quatro meses assim. O médico cirurgião dele disse que não recomendava fazer a cirurgia aqui, porque ele pode não resistir”, contou.

Em resposta, a Secretaria de Saúde de Petrolina explicou ter entrado em contato com a Central de Regulação do Estado, mas está aguardando a liberação da vaga.

“Quanto à competência do tratamento fora do domicílio, tudo que é competência desse serviço está sendo feito. A prefeitura se sensibiliza com a família do paciente, pois sabe que casos como esse são sempre angustiantes, mas o município não dispõe de muitas unidades prestadoras de serviço, por isso aguarda por vagas na capital pernambucana. O TFD manteve contato novamente com a central de regulação do Estado, e foi informado que o paciente esta regulado como caso prioritário. Ele será acompanhado pela equipe de cirurgia pediátrica do Hospital das Clínicas, só que essa resposta de quando a cirurgia será feita, isso depende do Estado e não do município. Qualquer dúvida com relação a esse caso, a família pode procurar a Secretaria de Saúde, ir diretamente ao TFD ou entrar em contato pelo telefone 3864 4598”, frisou a pasta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome