Faixa de pedestres em trecho da Avenida Sete de Setembro virou profissão de risco

2

faixa avenida sete de setembroAtravessar a faixa de pedestres num trecho da Avenida Sete de Setembro, próximo à Igreja Universal da Cohab III, zona leste de Petrolina, virou praticamente uma profissão de risco em horários de pico.

Num relato enviado por e-mail a este Blog, o leitor Vandecarlos Xavier conta que já houve vários acidentes porque a maioria dos motoristas não respeita a faixa. Uma das vítimas, segundo o leitor, está hoje numa cadeira de rodas após ser atropelada naquele trecho.

Para complicar, não há sinalização adequada no local. Quem mais sofre com a situação é quem mora no bairro José e Maria, localizado do outro lado da avenida – ou precisa ir até lá a pé ou de bicicleta. Todo cuidado é pouco, já que providências, pelo menos por enquanto, estão longe.

2 COMENTÁRIOS

  1. Que tal se os engenheiros “inteligentes” do DENIT mudassem o radar que fica quase 1 (um) quilometro dessa faixa, ja que se trata de uma BR administrada por ela. Não faz sentido instalar um radar a uma distancia tão grande do ponto da BR que serve de travessia para os pedestres, pois os motoristas passam a 40 km/h no trecho do radar e depois aceleram para passar a mais de 60 km/h nesse trecho ai da faixa!

  2. Aquele radar foi totalmente desnecessário, em um ponto onde tem lombada e um dos sentidos é uma subida.

    Acredito que na faixa de pedestres, um semáforo resolve o problema. Muitas cidades adotaram isso, mesmo em BR e dá certo, porque aqui não é feito a mesma coisa? Fico puto com a incapacidade do município em não cobrar ações como essa ao DNIT. Como a correção das placas de PARE dentro de rotatórias, como a falta de sinalização correta em vários pontos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome