Expedição aérea registra belezas do Rio São Francisco; imagens serão reunidas em documentário

1

Uma equipe de 35 pilotos sobrevoou o Rio São Francisco, de sua foz até a nascente, entre os dias 15 e 23 de junho, com o objetivo de mostrar as riquezas e belezas naturais ao longo do trajeto. Nos oito dias de viagem, os pilotos puderam registrar e conhecer a enorme diversidade cultural e ambiental ao longo dos 2.830 km do rio. Saindo de Piranhas (AL), que abriga a hidrelétrica de Xingó, e o famoso ‘cânion’, eles passaram por Juazeiro (BA), onde visitaram as vinícolas irrigadas pelas águas do Velho Chico. De lá, aterrizaram em Barra, uma cidade histórica da Bahia, e em seguida, em Santa Maria da Vitória, também na Bahia, por onde passa o rio Correntes, um dos principais afluentes do São Francisco.

Em Bom Jesus da Lapa (BA), onde existe uma ‘fábrica’ de árvores, encantaram-se com os programas de conscientização ecológica. Já em Minas, desceram em Januária, onde visitaram os alambiques que produzem as melhores cachaças do mundo; depois em Pirapora, onde conheceram o Vapor Benjamim Guimarães; e finalmente, Três Marias, onde se encerrou a expedição.

O organizador da 2ª Expedição do Rio São Francisco, comandante Kleber Rangel, disse que a ideia é mostrar não só as belezas naturais como também as boas práticas realizadas na bacia. Ele salientou que, apesar dos problemas provocados pela ação humana e pelas mudanças naturais, as belezas ainda resistem e estão sendo reconhecidas por inúmeras pessoas que têm como foco a preservação ambiental. Para a coordenadora da Câmara Consultiva Regional (CCR) do Alto São Francisco, Silvia Freedman, o objetivo central da expedição é muito importante: chamar a atenção para o que o Velho Chico tem de bonito para ser mostrado, de turístico e de potencial econômico e não somente para as mazelas e as degradações que o rio vem sofrendo.

Documentários

Rangel, que, além de coordenador da equipe, é um empresário dono de montadora de aviões de pequeno porte em Barreiras (a 858 km de Salvador) afirmou que, posteriormente, as imagens serão editadas e reunidas em documentários que serão exibidos aos ribeirinhos dos locais do trajeto. Os filmes, segundo ele, pretendem reunir todas as imagens e as informações sobre meio ambiente que forem obtidas pelos pilotos da equipe durante o trajeto das aeronaves. “Queremos dividir com as demais pessoas esse conhecimento, por meio das imagens. O foco da expedição é elevar a autoestima dos povos ribeirinhos, ressaltando as belezas dos lugares que eles vivem”, enfatizou. Uma prévia do documentário será exibida no próximo dia 7 de setembro, em Porto Seguro (BA). Outras imagens da expedição podem ser conferidas acessando aqui.

(fotos/divulgação)

1 COMENTÁRIO

  1. sr. deputado odaci amorim, esse ai e o pessoal para o sr fazer contato e montar seu material de apoio para mandar um pendrive para o povo que o sr quer trazer paga gastar dinheiro publico!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome