Exemplo: Assessor de vereador em Petrolina encontra mais de R$ 1,6 mil em caixa eletrônico e procura delegacia

3
Foto: arquivo/Blog do Carlos Britto

Exemplos de honestidade deveriam ser regra geral no país, mas costumam estampar manchetes na imprensa porque ainda chamam atenção como se fossem uma raridade. É o caso de Carlos Eduardo da Silva, servidor comissionado da Câmara de Vereadores de Petrolina.

Já ganhou repercussão nos principais veículos de comunicação locais a atitude que Carlos Eduardo teve na noite de ontem (19). Eram por volta das 19h40, quando ele se dirigiu a uma máquina de autoatendimento localizada na Rodoviária da cidade.

Ao colocar seu cartão na máquina, Carlos se surpreendeu ao perceber a quantia de R$ 1.650,00 presa na máquina. Segundo informações, ele chegou a procurar discretamente se alguma pessoa havia retirado dinheiro no autoatendimento. Como não percebeu ninguém, não pensou duas vezes: foi à delegacia de Polícia de Polícia Civil (PC) fazer um Boletim de Ocorrência e deixar o dinheiro para que o verdadeiro dono possa ser encontrado. Carlos Eduardo é chefe de gabinete do vereador Marquinhos Amorim, que está em seu primeiro mandato na Câmara Municipal.

3 COMENTÁRIOS

  1. É realmente um absurdo uma atitude tão normal ter repercussão. Anormal é achar corrupção uma coisa comum, venha ela de qualquer lado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

dezoito − 17 =