Ex-secretário Heitor Leite comemora resultado de Petrolina no Ideb 2015, mas se mostra preocupado com nova gestão

20

coronel-heitor-leite

O ex-secretário de Educação de Petrolina, Coronel Heitor Leite, continua comemorando os bons números que o município voltou a obter no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referente ao ano de 2015. Petrolina saltou de 5,2 para 5,6 (anos iniciais) e de 4,4 para 5,0 (anos finais), atingindo este ano a meta que havia sido programada para ser alcançada apenas em 2021.

Em entrevista a este Blog, o ex-secretário destacou a dedicação de todos os envolvidos no processo educacional de Petrolina. “Esses números são resultado da dedicação dos alunos, que estudaram e aumentaram a freqüência escolar. As famílias desses alunos também fazem parte do importante tripé família-escola. Os professores e professoras, que superam suas dificuldades, e conseguem motivar e fazer com que seus alunos aprendam. Todos merecem ser lembrados, desde os gestores, coordenadores, passando pela merendeira e pelos auxiliares de serviços gerais”, disse Leite.

Ele falou sobre a aplicação de recursos para que o município atingisse a meta estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) para o ano de 2021. “Essa equipe trabalhou como uma orquestra afinada. A mim cabia colocar cada recurso humano no local adequado, coordenar as ações e decidir. Por conta de uma gestão com a busca de resultados, nos tivemos essa vitória, que não foi muito diferente do Ideb anterior. O que o MEC estabeleceu para a rede municipal de Petrolina para 2021, nós conseguimos agora. O êxito é fruto de uma gestão da Secretaria de Educação qualificada, com pessoas dedicadas e motivadas”, destacou o ex-secretário.

Coronel Leite também disse que a formação dos professores foi um fator importantíssimo para a boa avaliação do Ideb. “Hoje, quase como um troféu, eu carrego a satisfação da minha boa relação com os professores e professoras deste município. Mais do que colegas de trabalho, nós construímos uma verdadeira amizade, fruto de uma relação profissional e responsável. Nós proporcionamos formação continuada, realização de seminários, viagens para obter conhecimento de experiências fora. Elevamos também a auto-estima desses professores. Eles têm satisfação em serem professoras do município, pois foram respeitadas na minha gestão. Não podemos deixa de falar em salário, pois nós construímos, junto como sindicato da categoria, o reajuste salarial. A gente trabalhava em parceria com eles, foi assim que nós construímos as nossas propostas. Por isso que, durante esse tempo todo, não tivemos greve”, comentou Leite.

Com relação à questão da estrutura das escolas, o ex-secretário disse que os investimentos foram grandes e garantiu que todas receberam algum tipo de melhoria. “Nós reformamos, nestes três anos e meio, quase todas as escolas do município. Hoje, não existe escola que não tenha recebido ao menos uma reforma. Nós investimos na infraestrutura, climatizamos mais de 30% das escolas, do ano passado, quando foi aprovada a lei, para cá. Novas cadeiras, materiais para todos eles e construímos uma Central de Logística. Nós passamos a oferecer materiais que eram obrigação do município, mas que não recebia antes. Passamos a oferecer tablets aos professores. Então, essa valorização na infraestrutura, nos equipamentos e implementação de novas tecnologia alcança, ao mesmo tempo, alunos e professores.”

Fiscalização

Heitor Leite também falou sobre a parte de fiscalização do Conselho Municipal de Educação. “Petrolina tem um índice melhor que mais de vinte capitais no nível fundamental I. Mas para que eles [os estudantes] compareçam à escola, precisa ter gestão, entre coordenadores, professores e também a parte dos controles sociais. Nós temos os Conselhos, que não são subordinados à educação do município. Eles têm autonomia de funcionamento. Lá, temos vários conselhos, e são eles que nos fiscalizam, nos cobram e nos autorizam. Tudo tem que ter a provação do Conselho Municipal de Educação, e foi assim que tivemos esses resultados, inclusive trazendo as famílias para dentro da escola”, pontuou, destacando o programa da rede municipal que leva estudantes e professores para o exterior.

Coronel Leite ainda falou sobre os alunos que têm necessidades especiais. Segundo ele, todos recebem assistência e apoio para cada tipo de deficiência. “Atribuímos como prioridade nesses últimos quatro anos ao atendimento dos alunos especiais, tornando nossas escolas referência, até para rede privada. Hoje atendemos mais de 600 alunos especiais, de variados casos. Temos o Núcleo de Atendimento aos Alunos com Necessidades Especiais (Napne), dotados de profissionais capacitados em várias especialidades e que conduzem o processo pedagógico dessas crianças com o zelo e dedicação que elas merecem. Como exemplo ampliamos nos últimos quatro anos de vinte, para mais de cem, o número de assistentes de crianças autistas”, destacou.

Preocupação

Questionado sobre os rumos que a Educação do município pode tomar, uma vez que o ano é de eleição e um novo gestor vai passar a gerir o município a partir do ano que vem, ele disse que este momento  o deixa preocupado. “É importante que todos nós tenhamos responsabilidade de saber que nós não podemos parar. Temos que manter o mesmo esforço, para não perdermos tempo no próximo ano. O que nós perdermos neste ano de 2016, dificilmente recuperaremos em um ano. Eu tenho informação de que desviou-se o foco e que o processo pedagógico não está acontecendo como vinha, a gestão de recursos, e isso pode resultar num déficit de aprendizagem. Nós avançamos com essa forma criteriosa de aplicar os recursos e de que o profissional cumpra com o seu papel. Conclamo a todos que tenham responsabilidade, não se deixem levar, não se afastem do papel principal, de condutores do processo pedagógico. Não é possível manter esse crescimento diminuindo o trabalho, diminuindo este empenho”, finalizou.

20 COMENTÁRIOS

  1. Até hoje, nós professores estamos fazendo a chamada e registrando as notas dos alunos em pedaços de papéis improvisados.
    Quando os diários de classe chegarão aos professores?
    Ontem o lanche da Rede Municipal foi pão sem nada dentro.
    O que estão fazendo com o dinheiro da educação?

  2. O Coronel só esqueceu de reverenciar quem de fato merece. Quem foi que deu total autonomia para que ele executasse e tivesse êxito neste processo. O prefeito do município: Dr. Júlio Lóssio. Estou apenas lembrando, parece que ele teve aí uma pequena amnésia, Este sim é o verdadeiro responsável e preocupado em melhorar a educação de Petrolina e está conseguindo e vamos continuar com esse trabalho, se Deus quiser. É só o povo querer também. Ou então façam opção do retrocesso. Fica a dica.

  3. Chorar não faz mal. Pode se lamenta. Tá frustrado porque queria ser prefeito. Não foi escolhido. Julio Lossio não é burro e hem doido. E o coronel vai sobrar de novo. Vai dar 15 no dia da eleição mais uma vez.

  4. Minha filha estuda hoje no municipio e lembro que o senhor foi para reuniao de pais e falou com agente, ela estuda na Eliete e quis entrar porque tem o programa que vai p exterior que lembro que o senhor disse q criou. A escola esse ano esta mais bagunçada querio que o senhor voltasse.

  5. Sou professora contratada e meu sobrinho fez o concurso de secretario que o senhor criou na epoca que foi secretario, mas Coronel ele nao recebe hj dificil acesso eles nao sao bem tratados na seduc hj e sempre q falam ficam debochando pq dizem que sabiam do salario. Hj os funcionarios novos nao sao bem tratados dê um tok aí p sua turma q esta la

  6. Coronel sou professor de matemática do município e antes os formadores passavam o dia dando plantão nas escolas, agora saem 13 horas porque tem que ir p caminhada de Júlio lossio, isso é uma vergonha para a equipe que o senhor fazia parte e nos deixou a lição com o troféu eficiência que criou, mas assim, cade a eficiência? O senhor saiu e levou a organização junto, formadores é uma bagunça

  7. Coronel Leite acredito que o senhor foi um dos melhores secretários de Petrolina, apesar de hoje eu nao poder me expor com medo de represálias da seduc, pq fui indicada, e temo a ser perseguida, mas o senhor faz muita falta hj, a reforma que o senhor deixou prevista aqui até hoje nao saiu. Onde o senhor for fará um bom trabalho. Espero que retorne p seduc que é o seu lugar.

  8. A gestão foi de Julio, mas um prefeito não resolve tudo sozinho, o mérito da educação é do Coronel Leite, se não fosse assim a saúde e a infra estrutura da cidade estariam as mil maravilhas, e sim, temos que nos orgulharmos do grande trabalho que o Coronel Leite fez, junto com a população e seus colaboladores

  9. O Coronel traz uma verdade: o mérito do IDEB está vinculado ao excelente trabalho feito pelos professores, alunos, pais e toda equipe escolar. O prefeito não esteve nas salas e recurso para educação o município sempre teve, mas só foi bem administrado na gestão do Cel Leite. Reconhecer o óbvio é preciso! Parabéns professores guerreiros, o resultado do IDEB pertence a vocês!!!

  10. Secretário é apenas um cargo político, não tem influência sobre a boa gestão. O verdadeiro responsável é o técnico, que é o verdadeiro gestor. Esses aí em cima que se dizem professores, na verdade, são os candidatos a cabides de emprego do futuro prefeito.

    • Forasteiro aqui são bem vindos, principalmente pessoas que vieram contribuir com o desenvolvimento da cidade, a exemplo de Júlio Lóssio que implantou a primeira clínica especializada em transplante de córneas no interior do Nordeste. Já Popó contribuiu em que aqui?

  11. .que pena que Miguelzinho foi levar para seu lado esse refugo.Miguel Voce tinha tudo para decolar, mas levou simplesmente tudo que o povo queria que não estivesse na secretaria. O Corone alisado e mais uma corja de arrogantes. Muitos estariam com voce, se não fosse este ai.Perseguiu muita gente.Fez chorar tantos outros, humilhou gente de bem.

  12. Coronel Leite, nós que fazemos a rede municipal só temos a agradecer o seu trabalho de organização e reestruturação da seduc, o que fez com que nossas escolas trabalhem com foco, resultado disse é o IDEB que orgulhou a todos nós… Parabéns, o resultado tb é seu.

  13. Parabéns Heitor Leite, ex secretário de Educação, pela organização e reestruturação realizada na seduc, precisamos de pessoas técnicas, de responsabilidades com o serviço público, com o erário público, para que possamos ter dias melhores para a nossa querida Petrolina.
    sabemos da sua dedicação, seriedade e organização de trabalho para o bom funcionamento da entidade

Deixe uma resposta para Popó Cancelar resposta

Comentar
Seu nome