Esquema de segurança do Carnaval de Juazeiro contará com 600 policiais por dia

0
Coronel Anselmo Bispo, titular do CPRN. (Foto: Duda Oliveira/Blog do Carlos Britto)

O policiamento durante o carnaval antecipado de Juazeiro (BA) contará com 600 homens da Polícia Militar (PM) por dia, de 26 a 28 de janeiro. As ações foram destacadas na manhã de hoje (19) durante uma coletiva de imprensa realizada no Grande Hotel, Bairro Santo Antônio. Participaram do encontro o Coronel Anselmo Bispo, titular do Comando de Policiamento Regional Norte (CPRN); o chefe da 6ª Delegacia Regional da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Paulo Lima; o major Tarcísio Ribeiro, comandante do 9º Grupamento de Bombeiros Militar; representantes da Polícia Civil; o prefeito Paulo Bomfim; o coordenador do Carnaval, Samuel Morais, além de integrantes de setores ligados à festa e da imprensa.

O Carnaval acontecerá novamente nos três circuitos: Ivete Sangalo (Avenida Adolfo Viana – Orla I), Polo Orla II (com palco fixo) e o antigo Polo Luiz Galvão (Rua da 28), que agora se chamará Polo Manuca Almeida, em homenagem ao poeta que faleceu no final do ano passado.

A PM se organizou da seguinte maneira: 277 patrulhas; 9 postos de abordagem com detectores de metal; 26 postos elevados; 4 postos setoriais de comando; e um centro integrado de comando de controle. O comandante Anselmo Bispo destacou as ações e disse que a polícia não vai admitir crimes. “A Polícia Militar estará lá para dar apoio às pessoas. Nós entendemos que existem os excessos, mas não podemos admitir o crime. Queremos que as pessoas confiem na polícia e nos indiquem possíveis infratores, para que a gente tire logo da rua, evitando que o mal aconteça. A gente confia muito no espírito do nosso povo, e queremos que o visitante se contagie com esse espírito de alegria. Não é a PM que combate o desordeiro, é a lei que obriga que a gente combata o desordeiro”, frisou.

Após a passagem dos trios pela Avenida Adolfo Viana, equipes da Companhia de Polícia de Ações em Caatinga (Cipe-Caatinga), antiga Cepac, e Rondesp Norte farão um policiamento ostensivo na área. “A gente entende que lá é uma área residencial. Não é justo que, após o período da festa, outras pessoas prejudiquem milhares de moradores no seu entorno. Faremos rondas e o nosso principal objetivo não é prender ninguém, é evitar que o fato ocorra. Existe um termo de Ajuste de Conduta firmado com o Ministério Público que coíbe isso”, alertou o coronel, ressaltando que não descarta apreensões.

Ainda segundo a PM, o serviço de inteligência também dará um reforço especial, pois estará interligado com recursos eletrônicos, fornecendo detalhes em tempo real de vários pontos do circuito. O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também trabalharão ativamente no evento, além de outras instituições parceiras. A cavalaria da cidade de Feira de Santana também atuará no circuito. As ruas no entorno da Avenida Adolfo Viana também terão policiamento ostensivo, além de iluminação reforçada. As linhas de ônibus Corujão também terão o apoio da PM.

Operação ‘Fecha Juá’

Vale ressaltar que, antes do início do Carnaval, a Operação ‘Fecha Juá’ será colocada em prática. A ofensiva terá início na terça-feira (23) e vai até a madrugada de segunda-feira (29), após o fim da folia. As equipes das PM começarão a operação na cidade de Capim Grosso, passando por Senhor do Bonfim até Juazeiro. Serão feitas abordagens a veículos nas rodovias que cortam essas cidades para evitar que criminosos cheguem ao polo do Carnaval.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

12 + 18 =