Em reunião para discutir formato do Carnaval 2017 em Petrolina, grupo vai sugerir criação de Secretaria de Cultura

4

reuniao-carnaval-petrolina

Representantes de segmentos distintos de Petrolina reuniram-se na noite de ontem (26), no Sesc, em prol do fortalecimento da cultura do município. O primeiro esforço nesse sentido já é em curto prazo: a realização do Carnaval 2017.

Durante a reunião os participantes decidiram criar o GERC (Grupo de Esforço para a Realização do Carnaval). O objetivo, de acordo com Marcos Brasil, um dos articuladores do encontro, é somar esforços no intuito de estimular o prefeito eleito Miguel Coelho (PSB) a criar uma Secretaria Municipal de Cultura.

“Na reunião ouvimos muitas reclamações e indagações sobre o futuro da cultura de Petrolina, e chegamos à conclusão que qualquer esforço para realizarmos qualquer atividade cultural será contraproducente se não tivermos uma Secretaria de Cultura. Até hoje só tivemos um departamento ou uma superintendência de Cultura, que não atendem aos anseios do povo, nem da classe artística de Petrolina”, pondera Marcos.

reuniao-carnaval-petrolina2

Selo

Em relação à Folia de Momo do ano que vem, um documento com as sugestões mais pertinentes será entregue a Miguel Coelho. Para esse primeiro momento ficou definida a criação de um selo, que será espalhado pelo comércio, nos carros, residências, nas rádios, blogs, emissoras de TV e até em órgãos públicos (caso seja permitido), com o slogan “Eu sou o Carnaval de Petrolina”.

Entre os convidados da reunião de ontem estavam o gerente do Sesc, Hednilson Bezerra; a vereadora Maria Elena; o presidente do Sindilojas, Joaquim de Castro, e da CDL, Manoel Vilmar; o ex-diretor de Cultura de Petrolina, Edvaldo Franciolly, entre outros.

4 COMENTÁRIOS

  1. O grupo poderia cobrar do futuro prefeito a criação de uma lei de tombamento dos prédios antigos e de uma norma para disciplinar a construção no Centro Histórico da cidade (do rio até a área do antigo aeroporto, do bairro Atrás da Banca até o monumento da Integração), para tanto, instituindo uma comissão formada pela prefeitura, câmara municipal, Instituto Histórico Geográfico e Ambiental de Petrolina; e demais componentes do setor, com reuniões frequentes para debater os problemas e as soluções para preservar o passado histórico de Petrolina, seja em documentos, fotos, livros, edifícios e o imaterial..

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome