Em Petrolina, Sinpol-PE realiza terceiro Ato das Cruzes e cobra mais uma vez do governo

por Carlos Britto // 12 de janeiro de 2022 às 19:22

Foto: divulgação Sinpol-PE

Depois do Recife e Caruaru, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) externou em Petrolina sua insatisfação com o governo do Estado. Na manhã de hoje (12) a entidade realizou o terceiro ‘Ato das Cruzes’ para alertar a população contra o número alarmante de homicídios no território pernambucano, além de cobrar melhores condições de trabalho e de salários para os policiais. O protesto aconteceu na Praça Dom Malan, Centro da cidade.

Na área da Concha Acústica foram espalhadas centenas de cruzes que representam as mais de 3.200 mortes causadas pela violência no Estado, em 2021, e também os mais de 130 policiais civis que perderam a vida por causa da Covid-19 (em parte por falta de estrutura nas delegacias).

A categoria deu hoje mais uma demonstração que está disposta a buscar sua valorização, de não aceitar as migalhas oferecidas pelo governo e nem a falta de tratamento dispensada pela própria instituição. Estiveram presentes mais de 100 policiais civis da região aqui no Ato das Cruzes, num diálogo com a sociedade, sem falar da repercussão na imprensa, que foi grandiosa. E no dia 26 de janeiro, se não houver um avanço minimamente justo, uma contraproposta justa, a categoria mostrou que não tem receio de ir para uma greve“, informou o presidente do Sinpol-PE, Rafael Cavalcanti.

De acordo com o sindicato, os homicídios ocorridos há mais de dois anos não são investigados por falta de condições de trabalho e de efetivo. São mais de 10 mil inquéritos de homicídio parados, sem investigação. “Para se ter uma ideia, o investimento em segurança pública em Pernambuco é o mesmo de 2010. Da mesma forma, o efetivo da Polícia Civil também é o mesmo desde 2010”, revelou Rafael.

Cronograma

O terceiro Ato das Cruzes faz parte de uma série de protestos promovidos pelo Sindicato. O primeiro aconteceu na praia de Boa Viagem, no Recife, no dia 31 de dezembro do ano passado; o segundo em Caruaru, no último dia 5. O quarto protesto está marcado para o dia 19 de janeiro, na praia de Porto de Galinhas.

Foto: divulgação Sinpol-PE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *