Em nota, HDM/Imip afirma que jovem grávida sofreu edema agudo de pulmão e choque séptico antes de falecer

2
Hospital Dom Malan, em Petrolina. (Foto: Divulgação)

Sobre a morte de uma adolescente de 15 anos, grávida de cinco meses, ocorrida nesta manhã (2) no Hospital Dom Malan (HDM)/Imip, a direção da unidade explicou, numa nota enviada a este Blog, que uma série de fatores provocados por uma infecção culminou para o óbito. Na nota, o HDM ressalta a atenção dada à paciente desde o momento em que deu entrada no hospital, além do esforço da equipe para salvar a vida da garota.

Confiram:

O Hospital Dom Malan (HDM)/Imip de Petrolina informa que a paciente Miliam Carvalho da Silva veio a óbito na manhã desta quarta-feira (02.05), tendo como causa declarada: Edema Agudo de Pulmão/Choque Séptico/Corioamnionite/Ruptura Prematura de Membranas. Sendo a SEPSE (conjunto de manifestações graves em todo o organismo produzidas por uma infecção) a maior causa de mortalidade materna no público adolescente.

A paciente deu entrada na unidade no último domingo (29.04) sem nenhuma informação acerca da gravidez, pois não havia iniciado o pré-natal. No serviço, ela realizou exames e teve todo o acompanhamento médico necessário desde o primeiro momento. A paciente, inclusive, fez uso de medicação para o amadurecimento do pulmão do bebê e antibioticoterapia de amplo espectro.

Infelizmente, o quadro estável da paciente evoluiu rapidamente para um choque séptico, que resultou em uma parada cardiorrespiratória. A equipe médica imediatamente entrou com as manobras de reanimação e tentou por 40 minutos uma reversão do quadro, sem sucesso.

Em tempo, o hospital solidariza-se com a família, se coloca à disposição dos mesmos para maiores esclarecimentos, e ressalta que o caso seguirá para o Comitê de Mortalidade Materna do HDM.

HDM/Imip Ascom

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome