Em nota, Diogo Moraes diz que continua eleito

por Carlos Britto // 07 de outubro de 2022 às 17:40

Foto: Reprodução

Após decisão judicial do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE), que mudou a posição de duas cadeiras na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) nesta sexta-feira (7), envolvendo o deputado Diogo Moraes (PSB) e o ex-prefeito de Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (SD), o pessebista soltou uma nota afirmando que continua eleito.

“A decisão proferida nesta sexta-feira pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, por ora, não muda a recontagem dos votos válidos em Pernambuco. A avaliação está restrita ao registro de candidatura do candidato Lula Cabral, que havia sido impugnado em decisão unânime do próprio TRE-PE. Essa análise, no entanto, é provisória, visto que o processo segue em julgamento no Tribunal de Justiça de Pernambuco. Lula Cabral teve as contas rejeitadas pela Câmara Municipal do Cabo de Santo Agostinho e luta no Judiciário para reverter, tendo hoje uma decisão liminar favorável, mas concedida de forma precária, podendo cair a qualquer instante”, diz um trecho do documento.

A nota diz ainda que continua válida a atual conjuntura eleitoral, que garante ao candidato do PSB, Diogo Moraes, eleito com 43.117 votos, a sua vitória. Pelo visto, muita água ainda irá rolar por debaixo desta ponte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.