Em discurso ao lado de Alvorlande, Major elogia suplente e mira críticos: “Vão ter de engolir o galeguinho”

1

alvorlande e major

Na primeira sessão plenária após retornar à Casa Plínio Amorim, o vereador Major Enfermeiro (PMDB) quebrou o protocolo nesta terça-feira (5) para se rasgar em elogios ao agora suplente Alvorlande Cruz, que ocupou a cadeira de Major durante o período em que ele foi secretário extraordinário na área da saúde, a convite do prefeito Julio Lossio (PMDB). Mas sobraram críticas também.

Em seu discurso, Major pediu permissão à Mesa Diretora para Alvorlande ficar ao seu lado na tribuna. Em seguida, mencionou amigos e familiares que prestigiaram a sessão. Depois destacou a parceria entre os dois, após ele assumir um cargo na equipe de Lossio, enquanto Alvorlande – que na primeira legislatura era da bancada de oposição e não conseguiu ser reeleito em 2012 – passou a vestir a camisa do governo.

Ao falar da “coragem” que teve em se licenciar para que Alvorlande deixasse a suplência, Major alfinetou quem viu em sua atitude apenas uma “manobra” política. “Tive a coragem de ser secretário para ficar perto do que mais gosto (a saúde). Ontem mesmo eu estava numa rádio e um cara me disse assim: ‘você largou a Câmara, abandonou o povo’. E eu disse a ele: ‘pra você, que nunca votou em mim, eu larguei. Mas pra quem eu tive sempre perto, e quem estou dando sempre assistência, nunca largou nem vai largar Major Enfermeiro’”, desabafou. “Vou de novo para a reeleição, e quem não estiver gostando vai ter de engolir o galeguinho”, completou.

Major e o suplente Alvorlande também ganharam uma série de elogios dos demais pares da Casa – das duas bancadas. No final, Alvorlande agradeceu aos colegas, lembrou a dedicação de Major à saúde pública no município e lhe desejou boa sorte em sua caminhada.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

dois × 1 =