Em Brumadinho, Cristina Costa e Ronaldo Cancão levantam informações sobre tragédia ambiental que pode atingir Velho Chico

por Carlos Britto // 20 de março de 2019 às 13:00

Foto: divulgação

Em meio à controversa viagem a Brumadinho (MG), após repercussão de um artigo publicado por este Blog, os vereadores de Petrolina Cristina Costa (PT) e Ronaldo Cancão (PTB) visitaram no dia de ontem (19) o Clube Aurora, na região central da cidade mineira, onde funciona uma espécie de Quartel General de atendimento às vítimas do desastre ambiental provocado pela Mineradora Vale, no final de janeiro deste ano. No local estão também todos os órgãos de informações, a exemplo da Defesa Civil, Defensoria Pública da União, Corpo de Bombeiros, Ibama e Polícia Federal.

Durante a visita, os vereadores conversaram com funcionários da Vale e descobriram que eram os primeiros ribeirinhos do Vale do São Francisco a buscar informações sobre o desastre. Rafael Ahid, relações institucionais da Vale, explicou-lhes a importância desse contato para a região, no intuito de que informações sobre o monitoramento da qualidade das águas do Rio Paraopeba (afluente do São Francisco), que pode atingir o Velho Chico, cheguem à população das cidades às margens do rio.

Essas informações constam de relatórios que nós estamos solicitando oficialmente da Vale e vamos ficar acompanhando, mesmo de Petrolina, todo o monitoramento para que a população se sinta segura em relação aos riscos de contaminação das águas do rio São Francisco”, explicou Cristina Costa.

Ainda em Brumadinho, Ronaldo Souza e Cristina Costa foram ao Córrego do Feijão, onde estão as marcas mais fortes do desastre – um cenário cruel de destruição que ceifou 207 vidas. Além dos mortos, outras 101 pessoas ainda estão desaparecidas, nesse que já é considerado o maior desastre ambiental do país.

Foto: divulgação

Riscos

O próximo passo da comissão parlamentar é uma visita à Câmara de Vereadores de Belo Horizonte nesta quarta-feira (20). Cristina Costa e Ronaldo Cancão querem o apoio daquela Casa junto ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). “Nós fomos informados que a Vale quer drenar a lama dos rios Paraopeba e Paraguaçu, mas esperam a autorização do Ministério Público para isso. Essa ação aumenta a nossa segurança de que os rejeitos não cheguem ao Rio São Francisco. Nós queremos saber dos promotores como anda esse processo”, explicou Cancão.

A comissão parlamentar ainda irá a Três Marias nesta sexta-feira (22), e retornará à Petrolina no sábado (23) trazendo os relatórios que comprovam que até o momento não há riscos de contaminação das água do Rio São Francisco com os rejeitos da barragem.

Em Brumadinho, Cristina Costa e Ronaldo Cancão levantam informações sobre tragédia ambiental que pode atingir Velho Chico

  1. Eu disse:

    Kkkk, e esse baixinho, é o Secretário de ação social da prefeitura de Petrolina? Se não for parece viu. kkkkkkkkkk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *