Eleições 2018: Paulo Câmara mantém-se isolado na liderança na disputa pelo Governo de PE, diz Ipespe

4
Foto: Folha de PE

O governador Paulo Câmara (PSB) cresceu cinco pontos percentuais e aparece isolado na liderança, na segunda pesquisa de intenção de voto realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), em parceria com a Folha de Pernambuco. Na disputa pelo Governo do Estado, Paulo aparece com 35%, seguido do senador Armando Monteiro Neto (PTB), que oscilou um ponto percentual dentro da margem de erro, chegando a 25%. O levantamento foi feito entre os dias 6 e 8 de setembro.

A pesquisa ouviu 800 entrevistados, usando uma metodologia face a face, e contempla critérios de sexo, idade, instrução, renda e pela condição do município. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,45%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números de protocolo BR-05453/2018 e PE-05575/2018.

A primeira pesquisa realizada pela parceria Ipespe/Folha ocorreu entre os dias 11 e 13 de agosto, servindo como base comparativa para o levantamento atual. O número de indecisos aumentou de 8% para 11%, enquanto o número de Brancos e Nulos caiu, de 27% para 23%.

O candidato do PROS, ex-deputado federal Maurício Rands, oscilou negativamente dentro da margem de erro e aparece com 2%. O ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (Rede), também oscilou negativamente, surgindo com 2% das intenções de voto no estudo mais recente. A candidata do PSOL, Dani Portela, registrou apenas 1%. Já Ana Patrícia Alves (PCO), que não apareceu na primeira escuta, obteve 1% das menções. (Fonte: Blog Folha de PE)

4 COMENTÁRIOS

  1. Eu não sei o que pode ser pior: a reeleição desta lástima socialista, ou a eleição da tropa dos demagogos que comeram no prato do PSB este tempo todo. Independente de quem seja eleito pernambuco irá perder e muito. Meus pêsames para este estado que já foi outrora a locomotiva do país.

    #makepernambucogreatagain

  2. O que acho engraçado é como as pessoas mudam de opinião conforme os “seus políticos” mudam. Durante o Impeachment de Dilma Rousseff tanto Paulo Câmara como Jarbas Vasconcelos eram golpistas, pois foram a favor do impeachment de Dilma Rousseff, agora não são mais????
    Continuando na época quando dizia que era a favor do impeachment de Dilma Rousseff os eleitores do PT que agora não chamam mais Paulo Câmara e Jarbas de golpistas, pois o PT “ganhou a graça” do apoio deles, esses mesmos que pensam conforme a sua facção criminosa, me diziam que não deveria criar a minha opinião somente pela mídia golpista, o engraçado que até hoje tenho o mesmo conceito que tinha desde a época do impeachment de Dilma Rousseff a respeito de Paulo Câmara e Jarbas Vasconcelos. Já Armando Monteiro que foi contra o impeachment não vai ser votado pelos eleitores que enchiam o peito para dizer não voto em golpistas. Agora pergunto eu, sou eu que não tenho opinião própria ou esses eleitores que pensam de acordo com os seus políticos e as suas facções criminosas??????

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome