Donos de vans estão se recusando a transportar passageiros com bagagem na zona rural de Petrolina

3
Foto: Reprodução/ Leitor do Blog

Em apuração realizada pela reportagem, o Blog do Carlos Britto constatou que motoristas de vans com linha para o N-4, no Perímetro Irrigado Senador Nilo Coelho, zona rural de Petrolina, estão se recusando a levar volumes dos passageiros e proibindo condutores de outras localidades de transportarem os moradores.

Assim, em grupo fechado, eles definem a quantidade de objetos que um passageiro pode carregar ao mesmo tempo que limitam a competitividade do transporte coletivo complementar na região. “Eu estou indignada com as vans daqui do N-4. Fui ao Atacadão de Petrolina fazer compras e depois me dirigi ao ponto para pegar a van e voltar pra minha casa, então o motorista me perguntou se a feira era minha, e eu falei que não porque ele disse que se eu tivesse feira, ele não levaria. Eles não querem trabalhar direito e não podemos pegar outro carro”, desabafou uma comunitária.

Os condutores das vans agem dessa forma há algum tempo e têm gerado animosidade entre populares da agrovila. “Dei a mão a uns motoristas de Casa Nova [norte da Bahia] e eles não pararam, disseram que não podiam. E eu fiquei na beira da pista. Passou um carro do N-4 e eu também não fui, sabe por que não fui? Porque o dinheiro é meu e eu vou com quem eu quiser, não estou indo de graça. O pessoal daqui tem que deixar de ser besta e fazer um protesto, botar fogo nessas vans, pra eles mandarem no dinheiro deles, porque isso não existe. Como é que o dinheiro é nosso e a gente tem que pagar a pessoas escolhidas?”, criticou outro morador.

Contudo, não são apenas os motoristas de Casa Nova que estão impedidos de complementar a linha do N-4. O mesmo vale para os condutores de Remanso e Santana do Sobrado, na Bahia. “Acho que é uma situação complicada de se resolver porque as vans já quase não têm espaço, sendo que se uma pessoa tem direito de levar a feira,a outra vai querer também, mas sempre tem um jeito de resolver isso”, comenta uma liderança comunitária da agrovila.

Foto: Reprodução/ Leitor do Blog

AMMPLA

A reportagem vai procurar saber com a Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) sobre a legalidade e normas que regem a atuação dos motoristas das vans e as providências a serem tomadas.

3 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta para Paulo Cancelar resposta

Comentar
Seu nome