Detentos de Conjunto Penal de Juazeiro fazem quadrilha junina

por Carlos Britto // 21 de junho de 2009 às 16:30

Uma quadrilha junina foi montada dentro do Conjunto Penal de Juazeiro neste sábado (20). Os presos dançaram com outras internas, mas a comunidade também participa com representantes de quadrilhas organizadas da cidade.

A festa junina já é realizada há três anos. “A gente faz o possível para que eles se sintam como nós, pessoas livres”, declara a vendedora Valéria Alves, que participa da quadrilha.

Atualmente, o Conjunto Penal de Juazeiro abriga 526 presos – 258 a mais do que a capacidade.

Informações do Ibahia

Detentos de Conjunto Penal de Juazeiro fazem quadrilha junina

  1. Neste São João nada mais autêntico que festa no presídio, afinal:
    Preso e quadrilha tem mesmo tudo a ver. Hehehe.
    aluilce@spfc.com.br

  2. Feeling disse:

    Nossa que piada mais sem graça! Me admira muito uma pessoa dotada de alta instrução, de sociedade, de nível intelectual fazendo uma colocação tão sem noção! Deixe-os se divertir afinal melhor uma quadrilha junina do que uma de roubos, sequestros e tal!

  3. Feeling:
    Em momento algum eu quis ofender.
    Apenas fiz uma colocação “brincando” com o sentido dúbio da palavra “quadrilha”. Você nunca conta piadas? Se as conta, elas não envolvem pessoas? Não conheço piada que não cite um esteriótipo (loira, português, médico, advogado, etc…).
    aluilce@spfc.com.br

  4. Alex Portela disse:

    Cicero

    Deixe de querer ser politicamente correto. Já que esta se incomodando com os santos e pessoas de bem que possuem no presídio, vc devia adotar um preso ou algum ex-presidiário.

  5. Feeling disse:

    Meu caro Alex não se envolva estou me referindo ao Dr. Aluilce, respeite esse espaço ao qual foi não solicitada sua opinião. E eu vou ser da maneira que eu bem entender, incrivel a capacidade de muitos se intrometerem nos diálogos dos outros. Se fosse algo construtivo eu nem me daria o trabalho de lhe responder mas uma asneira como essa é intolerável e eu adoto quem eu quiser, meu caro Portela! Muito deve – se esperar de uma pessoa que possui uma escola de samba como sobrenome!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *