Desde anúncio dos decretos, prefeitura intensifica fiscalização para garantir cumprimento de medidas contra novo coronavírus

0
Foto: Ascom PMP/divulgação

Embora os números de casos do novo coronavírus (Covid-19) em Petrolina ainda não sejam alarmantes, a prefeitura municipal está tomando todas as medidas para que esse cenário continue assim. Por esta razão, desde os primeiros decretos do prefeito Miguel Coelho (há quase 20 dias), a equipe de fiscalização está trabalhando 24 horas por dia para garantir o cumprimento das determinações que visam, principalmente, a evitar a aglomeração de pessoas, como orienta a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Diversos canais para denúncias foram disponibilizados para população e, diariamente, centenas são recebidas. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Giovanni Costa, em um só dia a Central de Atendimentos chegou a receber mais de 800 chamadas. “Petrolina é uma cidade grande em extensão territorial e populosa, com cerca de 350 mil habitantes. Infelizmente nossa fiscalização não consegue chegar em todos os lugares ao mesmo tempo, mas todas as denúncias estão sendo incluídas no cronograma para verificação. Reforçamos o pedido para que os decretos sejam cumpridos, para que nossas medidas de prevenção sejam eficientes“, orienta.

Entre as principais medidas praticadas pela atual gestão municipal, estão o fechamento do comércio e do shopping, suspensão das aulas e das atividades nos Centros de Convivência do Idoso (CCIs), limitação no número de pessoas que podem entrar em supermercados ao mesmo tempo, além do fechamento de bares e restaurantes – que podem funcionar apenas com o serviço de entrega. O maior número de infrações, de acordo com a administração municipal, foi relacionado à abertura de bares e às aglomerações em filas de supermercados e bancos, lembrando que a OMS recomenda a distância mínima de 1,5 metros entre as pessoas.

Colocar em risco a saúde pública é crime, passível de multa e prisão. A população pode denunciar o descumprimento dessas medidas pela Central de Atendimento da Secretaria Executiva de Segurança Pública, 153, ou (87) 9 8106-7310 (WhatsApp), e pela Ouvidoria Municipal, no 156 ou (87) 99190-7475 (WhatsApp).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome