Deputados pernambucanos propõem criação de auxílios moradia, saúde e alimentação

por Carlos Britto // 10 de janeiro de 2023 às 20:00

Foto: Alepe/reprodução

Os deputados estaduais de Pernambuco poderão criar auxílios-moradia, saúde e alimentação para eles mesmos, por meio de projetos de resolução que serão votados na Assembleia Legislativa (Alepe), em regime de urgência. As proposições foram publicadas no Diário Oficial do Legislativo, nesta terça-feira (10). As iniciativas foram propostas pela Mesa Diretora da Casa de Joaquim Nabuco.

Segundo a proposta, o auxílio-moradia seria fixado em R$ 6.483,39, o equivalente a 22% do salário dos legisladores. Já o auxílio-saúde seria no valor R$ 2.946,99, o correspondente a 10% do salário, e o auxílio-alimentação ficou em R$ 2.946,99, o que representa 10% do salário.

Ao todo, os três auxílios custariam R$ 12.377,37 por cada um dos 49 deputados. No total, o custeio resultaria em R$ 606.491,51 por mês para todo o Legislativo. Por ano, o valor pode alcançar R$ 7.277.898,14.

Ainda segundo as proposições, “as despesas decorrentes desta Resolução correrão por conta de dotações orçamentárias próprias da Assembleia Legislativa“. (Fonte: Folha/PE)

Deputados pernambucanos propõem criação de auxílios moradia, saúde e alimentação

  1. Marcos Macedo disse:

    Supermerecidos

  2. ysrebelde disse:

    Concordo plenamente, mais do que justo esse reajuste, afinal de contas os deputados estaduais recebem uma miséria, mal dá para comprar 1 kg de picanha e uma caixa de cerveja. Sem contar que eles trabalham muito. Acho que são 3 sessões por semana. Nada mais justo que recebam um salario digno, mas junto com esse aumento deveria vir também um pouco de vergonha e respeito pelo povo trabalhador que recebe 1 SALARIO MININO.

  3. Roberto disse:

    E muita safadeza esses canalhas. Só foi o pai dos crimes assumir que os filhos estão todos no assalto.

  4. Jubileu disse:

    Isso aí nossos deputados merecem ser bem tratados 😆

  5. Paulo disse:

    Enquanto um trabalhador simples ganha 1,300,00esses sanguessugas querem 6.500so para suas mordomia esse país está afundando pobres trabalhando para sustentar vagabundo

  6. Komiko Sujiro disse:

    Por isso os nobres deputados aumentaram em R$ 90 milhões o orçamento da ALEPE para 2023, tirando de investimentos em saúde, segurança, educação dos pernambucanos. Isso mostra o nível dos políticos que temos em Pernambuco. E tem gente que acha que com democracia se consegue resolver os problemas da nação. Eu já perdi a esperança!

  7. José Pedro Quirino disse:

    Quanta imoralidade com meu e seu imposto. É inacreditável a notícia. Que essa imoralidade não prospere.

  8. Maria disse:

    Eu proponho para esses parasitas no máximo um salário mínimo e se virem com a moradia, alimento, transporte como todo trabalhador que carrega o País nas costas. Se não quiserem, peguem o chapéu e tchau e bênção.

  9. Pé no Saco disse:

    Aí um bando de ratos vivendo de mordomias nas custas do povo, maís o povo merece quando chega as eleições tem um bando de retardados atrás dos caras para ganharem 50 reais e ainda saem falando vantagem.,fumo grosso.

  10. FORA PTRALHAS DE PERNAMBUCO disse:

    O amor venceu o ódio! De volta a harmonia entre os poderes e os acordos cabulosos! Viva a “demoniocracia”!
    Enquanto isso, quem paga a conta, não tem nem o que comer direito! Tem que se virar nos 30!
    E ainda aparece idiota-útil que aplaude essas regalias para quem já ganha demais, para legislar em causas próprias.
    Quando o reajuste é pro salário de quem realmente trabalha, a dificuldade é grande pra se dar 5%.
    Trabalha, escravo! Para da vida de luxo a vagabundo!

  11. Josefa Maria disse:

    Pra cima povo! Agora na Câmara de Deputados de Pernambuco. Alguém tem de moralizar esses país e só pode ser quem sofre com esses desmandos. Falta de vergonha. Vagabundos!

  12. Ednaldo disse:

    Miseráveis.

  13. José Brasileiro disse:

    Nosso sistema governamental liberal, está muito evoluído, pois remunera os politicos, ministros e servidores comissionados do 1° escalão e 2° escalão, tem incentivos financeiros (mordomias) e ganham a partir de nosso suor. Somos escravizados no nosso país, VIVEMOS E TRABALHAMOS PARA SUSTENTAR OS PARASITAS (uma questão até biológica e existencial).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.