Deputado com 35 anos e cargo vitalício

por Carlos Britto // 23 de maio de 2009 às 14:21

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso aprovou na quarta (20) a indicação do deputado Gonçalo Domingos de Campos Neto (PP), 35, para a vaga deixada no Tribunal de Contas do Estado por seu pai, o conselheiro Ary Leite de Campos, 69, aposentado nesta semana. O cargo é vitalício e prevê um salário de R$ 22 mil.

A sucessão, que ainda precisa ser confirmada pelo governador Blairo Maggi (PR), gerou controvérsia pela relação direta de parentesco entre os envolvidos.

Em nota, o deputado se definiu como um “legalista” e qualificou as insinuações de nepotismo como “um erro”, “um equívoco”. As informações são da Folha de S. Paulo.

Deputado com 35 anos e cargo vitalício

  1. francisco disse:

    são fatos dessa natureza, que entristesce o povo brasileiro. a classe política, parece nao esta nem ai para a opinião pública

  2. Vitorio Rodrigues disse:

    Por mais qoe eu tenha orgulho de ser brasileiro, é em momentos como este que eu começo a sentir vergonha. Porque não escolhem o sucessor por meio de uma eleição e não indicação? além de democrático, moralizaria o TC.

  3. Raimundo Francisco Filho disse:

    O seu sentimento, Vitorio Rodrigues, é também meu e de muitos brasileiros, mas discordo de você em uma coisa: a escolha deveria ser através de concurso público, assim como é feito para os demais cargos. Do contrário, com esse salário, e vitalício, só os políticos ganhariam essa eleição. Afinal, quem mais sabe de “artifícios” para para ganhar uma eleição?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *