Depois do embate com Aero Cruz, Valgueiro reforça críticas a governo municipal e ouve de Alvorlande: “Sofre de amnésia”

3
Crédito das fotos: Jean Brito/CMP

Após rebater as críticas do líder governista na Casa Plínio Amorim, vereador Aero Cruz (PSB), acerca do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) da Prefeitura de Petrolina para o exercício 2020, o líder da situação, Paulo Valgueiro (MDB), polemizou mais uma vez – agora com o irmão de Aero, Alvorlande Cruz (PSL). Na sessão de ontem (29), Valgueiro alfinetou a secretária municipal de Saúde, Magnilde Albuquerque, o que provocou o embate entre os dois no plenário.

Segundo Valgueiro, há dois anos Magnilde “se recusa” a receber em seu gabinete os integrantes da oposição. Alvorlande saiu imediatamente em defesa da secretária ao afirmar que o oposicionista “sofre de amnésia”, uma vez que quando comandou a antiga EPTTC (atual AMMPLA), também agia da mesma maneira com os opositores da época.

Em entrevista à imprensa, Alvorlande também rebateu as críticas de Valgueiro sobre a “falta de planejamento” do Governo Miguel Coelho. “Por que, quando ele era governo, não resolveu os problemas do trânsito de Petrolina? foi preciso Edilsão, lá de baixo, da rua da gente, vir aqui e fazer rotatórias. Então tem de parar com esse ‘nhenhenhém’”, disparou.

Alvorlande pediu ainda para o líder da oposição parar com as críticas ao senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e ao prefeito Miguel Coelho, que não têm medido esforços em viabilizar ações de desenvolvimento para Petrolina. “Tem de deixar o senador, o prefeito trabalharem. Petrolina virou um canteiro de obras. As ações estão aí. Essa é uma das cidades onde mais se trabalha nesse país. Quem tem ideia fixa é louco. As pessoas têm de fazer uma oposição responsável, não sistemática”, cutucou.

Resposta

Em contrapartida, Valgueiro não retirou nenhuma palavra do que falou no plenário ao ratificar que a atual gestão não tem planejamento. “O governo contrata servidores e depois dispensa, dizendo que tem excesso. Cadê o planejamento?, provocou.

Sobre os comentários de Alvorlande referente ao trânsito de Petrolina na época em que geriu o setor, Valgueiro afirmou ter dado, sim, ao ter sido responsável pela elaboração do Plano Municipal de Mobilidade Urbana. “Foi um plano que teve quase um ano de pesquisa, com a participação da sociedade, dando direito Às pessoas de se posicionarem. O plano de mobilidade não foi feito o plano de saneamento, que foi feito pela prefeitura nos bastidores, baixou um decreto e não discutiu com os vereadores. O plano de mobilidade tornou-se lei, veio para a Câmara para ser referendado e discutido pelos vereadores e hoje poder ajudar o colega Edilson. Inclusive sou servidor concursado e o ajudo sempre quando ele me pede uma sugestão relacionada à AMMPLA”, finalizou.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome