Deltan Dallagnol será retirado do comando da Lava Jato

12
Foto: BBC/reprodução

A Revista Veja publicou na manhã desta sexta-feira (11) que o procurador da República, Deltan Dallagnol, será retirado no comando da Operação Lava Jato. O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) teria concordado com a saída dele, atendendo pedidos de uma ala de senadores e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

A saída de Deltan teria sido deflagrada com o pedido de representação feito pela senadora Kátia Abreu (PDT). O procurador-geral da República, Augusto Aras, estaria estudando apresentar um convite para que Deltan passe a chefiar uma força-tarefa de combate ao narcotráfico, longe de Curitiba.

A ideia inicial era levar Deltan para atuar na própria PGR, em Brasília. Mas, os defensores da remoção do procurador foram alertados que a presença de Deltan na capital federal poderia causar tensão com o STF.

‘Saída honrosa’

Nos bastidores, os procuradores já discutiam o que poderia ser uma “saída honrosa” para Deltan da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, destacou o jornal O Estado de S. Paulo. A ideia seria promovê-lo ao cargo de procurador regional, para atuar na segunda instância do Ministério Público Federal, o que o afastaria da operação. Para isso acontecer, porém, ele precisa se candidatar à vaga.

Deltan é o titular da Lava Jato desde o início, há cinco anos, período em que a operação levou dezenas de empresários e políticos à prisão. Nos últimos meses, porém, teve a conduta contestada após a divulgação de conversas privadas no Telegram com integrantes de sua equipe e com o então juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro. Eles não reconhecem a autenticidade das mensagens. As conversas reforçaram representações contra Deltan no Conselho Nacional do Ministério Público, que fiscaliza a atuação de procuradores.

A decisão pela promoção cabe ao Conselho Superior do Ministério Público Federal (MPF), formado por dez subprocuradores e presidido pelo procurador-geral da República, Augusto Aras. Há no momento dez vagas abertas para procurador regional – cinco por antiguidade e outras cinco por merecimento – e mais uma prevista até o fim do mês. Deltan precisaria se candidatar a uma vaga por mérito.

Divergências

Segundo a reportagem apurou, aliados de Deltan se dividem quanto à possibilidade de o procurador concorrer. Segundo Januário Paludo, um dos mais experientes da equipe da força-tarefa, ainda não é hora de o procurador sair. “Essa é uma questão pessoal dele. A operação ainda está em curso. Temos trabalho para pelo menos dois anos”, disse Paludo.

Por outro lado, defensores da promoção a Dallagnol argumentam que isso seria uma forma de reconhecimento pelo bom trabalho na Lava Jato. Ao mesmo tempo, poderia reduzir o desgaste na imagem da operação, sobretudo pela exposição pessoal do procurador após as divulgações das mensagens.

O procurador evita falar do assunto. Questionado pela reportagem, Deltan não comentou. Quem acenou com a possibilidade publicamente foi Aras. “Vai haver a promoção de 11 procuradores regionais da República nas próximas sessões. Ele (Deltan) pode ser promovido, até porque é um direito dele. Nem por isso deixará de responder (a representações no Conselho Nacional do MP)“, disse o procurador-geral da República em entrevista ao jornal Valor Econômico, publicada na segunda-feira (7).

Críticas

Diferentemente de sua antecessora no cargo, Raquel Dodge, Aras defende a análise das mensagens atribuídas a procuradores e divulgadas pelo site The Intercept Brasil e outros veículos. Em sabatina no Senado, no mês passado, o procurador-geral fez críticas ao que considera “excessos” da Lava Jato e, especificamente, à conduta de Deltan. “Talvez tenha faltado nessa Lava Jato a cabeça branca, para dizer que tem certas coisas que pode, mas tem muitas outras coisas que nós não podemos“, disse Aras. A próxima sessão do Conselho Superior do MPF está marcada para 5 de novembro, e o tema das promoções deve entrar na pauta. (Fonte: Agência Estado)

12 COMENTÁRIOS

  1. Essa nova missão ele não vai aceitar. Não dá Ibope nem remuneração com palestras. Vai a lição: vaidade e soberba só leva o ser humano à queda. Recomendação: cumpra o seu dever com naturalidade e denodo. Ao final tudo transcorrerá bem e você sempre terá uma boa noite de sono. Exibicionismo só faz de você um alvo. Finalizo dizendo: não sou de direita nem de esquerda e passei a ser adepto do voto Nulo. Obrigado.

    • Chicão, e tu “muito modesto”… e invejoso, és da turma do lula livre. Nesse país quem trabalha é que se ferra. Bandidos no legislativo sobram!! E o que dizer da segunda turma do tal de “çupremo”?

      • Quem trabalha de todo jeito dá nisso, ou seja, trabalho mal feito. Estudou tanto o Código de Processo Penal, no entanto, leu algumas páginas de cabeça para baixo. Resultado: será logo punido pelo seu conselho de classe. A lei deve ser cumprida, porém, não pode ser de todo jeito ou para atender interesses pessoais. Esse moço queria mesmo era ser Procurador G República. Taí o resultado. Às vezes o tiro sai pela culatra. Quem se ferra é quem vota por emoção. Deve ser o seu caso. Os próximos: Moro e Bolsoilusão.

  2. Os Senadores da Republica sao verdadeiros maginais….Eles mesmo fazem a lei que acobertam dos Roubos das Estatais….Kd o Bolsonaro nessa hora …..Acorda Bplsonaro e fecha a Cupla dos Senadores e Deputados Entrega esse Brasil pra as forças Armadas……Brasilia tem Ladrao demais As Foscas Armadas resoveria a situaçao dessa Naçao Brasileira.VERGONHA ESSA GENTE AI TRAVESTIDA DE BOM POLITICOS.

    • o pior de tudo é eu ver bolsonaro comecando a entrar na onda da velha politica, o brasil nao tem jeito…. enquanto o povo nao acordar e for pras ruas vai dar nisso ai, se todos fossem pra rua seria diferente….

    • Polícia Federal ainda é pouco pra esses Senadores e Deputados…O povo tem que aprender a votar…Vota por um tapinha nas costas , Mas esse tapinha que os políticos dá nas costas de vcs é dizendo pra ele msm que chegando lá o dinheiro entra com facilidade no seu bolso….SERTANEJOS APRENDAM A VOTAR

  3. Esse Deltan juntamente com o Moro, movidos pela vaidade, levou à quebra de 16 empreiteiras, destruiu o emprego de milhares de pais de familia. Punir os culpados SIM, mas preservando as empresas, os empregos, os acionistas minoritários, os credores e a economia. É preciso que os prejudicados entrem com ações contra o Estado por perdas e danos.

  4. A culpa de existir esse congresso de ladrões é do povo, que vende seus votos, troca por favores e não vota consciente. Quem ataca a lava jato, a justiça honesta exceto o STF e, o procurador Deltan, são justamente esses marginais políticos que temem uma futura condenação, inclusive o presidente da câmara e do Senado. Legisladores sujos nas duas casas não fazem outra coisa, a não ser desconstruir a lava jato e, criminalizar procuradores que honrosamente cumprem com brilhantismo suas funções. Pelo amor dos seus filhos, netos não REELEJAM nem um pilantra desses que ai estão, a maioria deles com vários processos por corrupção (ROUBO), aos cofres públicos. Ficha suja nenhum deve ser reeleito, senão continua essa quadrilha no congresso legislando em causa própria. Quem FAZ AS LEIS, que regem o pais definitivamente não é o presidente, mas os próprios ladrões do dinheiro público.

  5. Os políticos corruptos trabalham corporativamente com setores do judiciário para que isso aconteça. Enquanto houverem políticos corruptos, manipulando como Lula manipulou todos os setores de autoridades desse País, o povo viverá na miséria, se contentando com mentiras e vivendo de bolsa família. O Dr. Deltan Dellagnol, juntamente com o Ministro Sérgio Moro, são homens como poucos nesse País Tupiniquin. Como o povo não tira os políticos corruptos do Poder, porque a grande maioria infelizmente vota com a barriga, então só haverá uma saída, as Forças Armadas tomam o Poder, promovem eleições gerais, onde nenhum político que tenha qualquer processo em andamento possa ser candidato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome