Declaração do deputado Felipe Carreras sobre não votar em candidato petista “de jeito nenhum” expõe divergências no PSB de PE

2
Foto: NE10/reprodução

Não é irrelevante uma declaração prestada na última sexta-feira (13) pelo deputado federal Felipe Carreras, de que respeita “decisões partidárias”, mas não votará em Lula ou em qualquer outro candidato do PT para presidente da República “de jeito nenhum”.

A declaração é em si contraditória, porque a decisão do PSB de Pernambuco é no sentido de apoiar o ex-presidente, conforme manifestação externada na véspera pelo governador Paulo Câmara. E se torna ainda mais relevante porque Carreras foi secretário estadual de Turismo até abril passado. Isto pode ter sido o primeiro sinal de que o governador começa a perder o controle do PSB pernambucano.

Se a insubordinação tivesse partido de um parlamentar da Frente Popular, mas não filiado ao PSB, era perfeitamente compreensível, porque muitos fizeram oposição ao PT a vida inteira e certamente não se sentirão à vontade participando da campanha lulista. É o caso, por exemplo, do deputado André de Paula, que construiu sua carreira política no extinto PFL como liderado político do ex-senador Marco Maciel.

Exigir dele engajamento na campanha de Lula seria quase uma violência, sabendo-se que tem um passado antipetista. É claro que o deputado Carreras tem todo o direito de votar em quem quiser. Mas para ser coerente com o que escreveu, não deveria ter dito que “respeita decisões partidárias”. Se já anunciou antecipadamente que não votará em Lula, que será o candidato do PSB estadual, óbvio que estará afrontando o seu próprio partido, que faz um enorme para ter o PT como aliado. (Fonte: Inaldo Sampaio)

2 COMENTÁRIOS

  1. Tem o meu respeito, o deputado. O PSB, sempre foi um partido de contradições e adesista, tal qual o PCdo B. Que vive a reboque das migalhas distribuidas pelos ptralhas. Defender Lulaptralha e os ptralhas é ser pior do que ele. E se aq pequnar e assumir os errros por eles praticados

  2. Tem o meu respeito, o deputado. O PSB, sempre foi um partido de contradições e adesista, tal qual o PCdo B. Que vive a reboque das migalhas distribuidas pelos ptralhas. Defender Lulaptralha e os ptralhas é ser pior do que eles. É se apequnar e assumir os errros por eles praticados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome