Curaçá: Ministério do Meio Ambiente discute até amanhã reintrodução da Ararinha-azul no município

1

ararinha-azulO Ministério do Meio Ambiente (MMA), por meio da Secretaria de Biodiversidade e Florestas e do Departamento de Conservação da Biodiversidade Espécies (DCB), realizou hoje (16) em Curaçá, no norte da Bahia, a primeira oficina de apresentação de políticas públicas para a reintrodução da ararinha-azul no município. A programação se estenderá até amanhã (17) no Centro de Educação Superior (Parfor), na Avenida dos Marujos, com previsão para iniciar às 8h.

A Ararinha-azul (Cyanopsitta spixii) é uma ave endêmica do sertão nordestino, extinta em 2000 em Curaçá, onde foi mapeado seu habitat natural pelo Ministério do Meio Ambiente, por volta dos anos de 1980. Estudos a respeito dessa ave foram iniciados em 1819, quando o zoólogo Johann Baptiste Von Spix e o botânico Karl Friedrich Philipp von Martius a descobriram numa expedição científica pelo Brasil, ao passarem pela caatinga.

O MMA e diversas entidades nacionais e internacionais vêm planejando uma série de ações estratégicas visando à reintrodução da espécie na natureza, especificamente em Curaçá. Participam dos encontros representantes dos governos federal, estadual, municipal e a comunidade local. (foto: Save Brasil/divulgação)

1 COMENTÁRIO

  1. Alguma informação sobre o paradeiro da ararinha azul avistada no dia 19 de junho? Não tenho encontrado nenhuma informação na Internet sobre o seu paradeiro, agradeço

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

cinco − 4 =