Coordenador da APLB em Uauá (BA) participa de mobilizações em Brasília e pede visita de senador à cidade

1

BRAO coordenador da Associação dos Professores Licenciados do Brasil (APLB) em Uauá (BA), Francisco Prolepses, participou em Brasília (DF), no meio da semana, dos três dias da Greve Nacional da Educação, promovida pela Confederação Nacional de Educação (CNTE).

Durante a mobilização, houve uma mesa-redonda com o presidente da CNTE, Roberto Francklin, e o coordenador da APLB de Canudos (BA), José Nilton – o qual solicitou facilidade no acesso à imprensa para divulgação dos trabalhos do sindicato, especificamente do interior do Estado.

No último dia da mobilização os líderes do movimento visitaram gabinetes de deputados e senadores, pedindo apoio para a categoria. Uma das visitas foi ao gabinete do senador Cristóvão Buarque (PDT-RJ), a quem eles sugeriram a ideiaem agendar uma palestra do mesmo em Uauá. A proposta foi deixada no gabinete do senador. As informações são da assessoria da APLB.

1 COMENTÁRIO

  1. Prezado Carlos Britto
    A verdade é que há uma perseguição sistemática contra a pessoa de Jetro Gomes.
    Só se observa notícias e comentários negativos. Nenhuma “nota” de valorização humana e caristmática.
    Tenho a impressão, que as informações são prestadas por “pessoa ou pessoas” ligadas ao lado político, que quer denegrir a imagem do ex-prefeito Jetro Gomes, eleito com mais de 3.500 votos a frente do seu opositor.
    Ora, caro Britto, o Jetro já pagou o débito com a justiça eleitoral. Débito injusto, de 8 anos, por motivo de uma foto pré-fabricada e montada por processo de “dublagem” por uma pessoa. Esta pessoa sim, com um imenso currículo sujo de irregularidades administrativa.
    O que muito é adminirável é a maneira como a política é feita no município. Essas pessoas de má fé, que visam o interesse do seu bolso. Pessoas que vendem até a “alma” por dinheiro. A todo momento aparece uma notícia: que fulano se vendeu por R$ 500.000,00 para falar “bem” da prefeita interina; outro que recebeu R$ 100.000,00 para apenas assinar uma “ata” de coligação partidária; já outro que recebeu R$ 12.000,00 para mudar de partido, e o que é mais absurdo é que são representantes políticos ou já foram. Para se ter uma idéia, os cargos da câmara de vereadores, após uma manobra de “judas”, foi manipulado pelos candidatos de esquerda os quais se juntaram a direita para ocupar a presidencia e só assim assumir a prefeitura com mandato tampão, como também os outros cargos. O povo que votou nesses canditados ficou estupefato com a atitude de desonestidade dos mesmos. Votaram pensando que não tinham máscara de traidores, tudo orquestrado por uma mente diabólica, que entende até de data para empossar os desonestos. E por ai vai…
    Um jornalista sério ouve os dois lados, esta aí a ética profissional. É bom que se mostre a face do outro lado. O município já vem sofrendo em décadas de atraso em todos os setores devido a administradores que enconbrem as sujeiras com um simples mísero emprego de prefeitura. É bom lembrar que emprego camuflado por parentes, irmãos, cunhados, de maneira geral o “nepotismo” é crime. Pois ao colocar essas pessoas o interesse é “facilidades”, “desvios”, “rombos”. O mandato tampão (ou interino) não impede que se incorra neste erro. No município está sendo plaxe, ocorre há muito tempo.
    Meu caro Carlos Britto, a imundície é imensa. Até parece que “satanáz” instalou sua moradia na cidade. Não se vê mais a solidariedade, a nobreza, a honestidade, a dignidade. O que existe é um troca-troca, para quem dá mais em dinheiro. É um verdadeiro “trapolim”. E esse dinheiro está vindo de onde! Será! Não duvido.

    Cordialmente,

    Antunes

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome