Competitividade: Agricultores de orgânicos em Petrolina buscam regularizar produção

1

Para entender como funciona o selo de garantia de produtos orgânicos, as regulamentações governamentais e o mercado consumidor, produtores de Petrolina participaram, ontem (25), de uma palestra no Instituto Federal do Sertão de Pernambuco (IF Sertão-PE), no Bairro Jardim São Paulo, para receberem orientações técnicas sobre a produção orgânica local, estadual e nacional, de auditores do Ministério da Agricultura (Mapa) e professores do instituto. A palestra partiu de reivindicação feita pelo Sindicato dos Agricultores Familiares de Petrolina (Sintraf).

Desde novembro pleiteamos essa assistência técnica diretamente com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, o diretor de produção do Mapa, Michel Ferraz, mais quem de direito”, pontua a presidente do sindicato, Isália Damacena, que acompanhou a palestra para os produtores de orgânicos. “O que pretendemos com isso é dar mais competitividade para nossos agricultores e mostrá-los como funciona cada norma regulamentadora nesse segmento”, diz.

O Ministério da Agricultura enviou para Petrolina um engenheiro agrônomo, auditor fiscal agropecuário lotado na Superintendência Federal de Agricultura da Paraíba. Jorge Ricardo de Almeida atua na área de agroecologia e, durante o evento, explicou sobre os mecanismos de garantia da produção orgânica previstos em leis e as principais políticas de incentivo do Mapa para o setor. “Além de articular ações que promovam a produção mais qualificada dos agricultores dessa região, a ideia é podermos gerar propostas claras que efetivem esse objetivo”, reiterou ele.

Próximos passos

Num primeiro momento do encontro de ontem, participaram apenas lideranças sociais ligadas ao cultivo de orgânicos, mas de acordo com Isália Damacena, toda a categoria deve passar pela assistência técnica. “A de hoje foi para identificar as reais necessidades por assistência. Na próxima reunião, apresentaremos o formato do projeto de assistência técnica para todos”, adianta a sindicalista. A iniciativa faz parte de uma parceria entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Sindicato dos Agricultores Familiares (Sintraf) e Instituto Federal Campus Petrolina. (foto/divulgação)

1 COMENTÁRIO

  1. Orgânicos em clima quente? As bactérias não se proliferam??? Algo muito pior no organismo pode ocorrer. Uma doença séria! Não sejamos irresponsáveis. Nem tudo que é natural é saudável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome