Compesa propõe quase 12% de reajuste na conta de água e deputado ameaça justiça

por Carlos Britto // 09 de junho de 2022 às 09:50

Foto: Arquivo

O deputado estadual Romero Albuquerque chamou de “descabida” a proposta de reajuste na conta de água apresentada pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). A empresa fez um pedido de revisão extraordinária da tarifa, que poderá elevar em quase 12% o valor pago pelo consumidor. Caso isso se confirme, a tarifa residencial passaria de R$ 50,50 para R$ 56,40, já a partir de julho. O aumento será discutido em uma audiência pública na Agência Reguladora (Arpe), que decidirá se o percentual será ou não aplicado.

A Compesa diz que, “apesar dos esforços, os impactos econômicos trazidos pela pandemia de Covid-19 vêm pressionando o caixa da empresa“. A defasagem para o período entre agosto de 2021 e julho de 2022 seria de mais de R$185 milhões.

Albuquerque diz que, se aprovado, o reajuste total nos últimos dois anos será de quase 25%. “Se for preciso, iremos à Justiça para suspender esse aumento. Queremos discutir essa proposta com a Compesa, entender como a situação chegou a esse ponto e buscar soluções não apenas para este problema, mas para problemas como o desperdício de água e o serviço de abastecimento precário, entre outros“, disse. “Em um eventual aumento, qual o projeto da Compesa no que se refere à melhoria da prestação do seu serviço à população pernambucana? Não vamos permitir que o consumidor seja ainda mais penalizado, os responsáveis precisam assumir suas responsabilidades“, completou.

  1. Manukka disse:

    A Compesa caiu numa ganância sem fim. Cobranças esquisitas, contas de agosto já estão nas residências… Como fizeram as leituras. Falta de respeito.

  2. Maria disse:

    Aumento NÃO!
    Enquanto não fizerem e fornecerem serviço de qualidade para todo o Estado, não terá nenhum aumento. Assim o povo tem que falar e agir.

  3. Ednaldo disse:

    A desculpa pra tudo é a pandemia de covid-19.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.