Comissão considera “normal” eleição para conselheiros tutelares de Petrolina, mas críticas também apareceram

0

eleição conselheiro tutelar petrolinaA comissão eleitoral considerou “dentro da normalidade” o processo de escolha dos conselheiros tutelares em Petrolina, ocorrido neste domingo (4). De acordo com Rozinete Coelho, presidente do Conselho de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDDCA), a realização e acompanhamento do pleito, apesar das dificuldades, foi bastante positivo.

“Tivemos uma grata surpresa ao ver a adesão da população à eleição, comparecendo às urnas e escolhendo seus candidatos. O saldo foi bastante positivo, apesar das dificuldades. Toda a equipe escolhida está de parabéns pelo trabalho executado“, disse a presidente.

A contagem dos votos acontece nesta segunda-feira (5), no Fórum de Petrolina Dr.Souza Filho. Dos 200 candidatos, 10 serão escolhidos para os dois Conselhos tutelares que passam a existir a partir de 10 de janeiro/2016, quando haverá a posse dos novos conselheiros de Petrolina.

Pela primeira vez, a eleição de todos os conselheiros tutelares do país ocorreu em uma data única. Segundo a Lei Federal nº 12.696/12, que determinou as eleições unificadas, os conselheiros terão um mandato de quatro anos e acesso a direitos sociais, como licenças maternidade e paternidade, cobertura previdenciária e férias.

Críticas

Apesar da avaliação positiva da comissão, algumas críticas de petrolinenses que saíram de casa para votar nos candidatos também marcaram o pleito. A principal delas foi relacionada às poucas urnas disponibilizadas nos bairros, o que acabou gerando filas enormes e a sensação de “desorganização” do processo eleitoral. (foto: Ascom Cidadania PMP/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome