Com salários atrasados, mentores de estágio da Uninassau pedem providências

por Carlos Britto // 19 de novembro de 2021 às 17:00

Foto: Reprodução/Internet

Com salários atrasados há mais de dois meses, diversos mentores de estágio da Uninassau Petrolina procuraram o Blog para relatar que a instituição não tem dado nenhum tipo de resposta sobre o caso, apesar de diversas solicitações. Segundo os profissionais, ao iniciarem os trabalhos, foi informado que o pagamento aconteceria a cada 10 dias trabalhados.

Mas o que está acontecendo são profissionais trabalhando no período de dois a três meses, sem receber nada”, disse um mentor, que preferiu não se identificar, temendo alguma perseguição. O Blog procurou a instituição, que afirmou que enviará uma resposta assim que possível.

Confiram abaixo o relato:

Alguns preceptores já pediram o desligamento por falta de pagamento e tamanho desrespeito, e mesmo assim não receberam até hoje.

O trabalho de Preceptoria de Estágio tem como jornada máxima, para alguns de nós, de 30 horas semanais, envolve a supervisão de alunos que estão se formando em cursos de Fisioterapia e Nutrição. Todos nós que estamos lá somos formados em Nível Superior, atendemos a população por meio de serviços nas áreas ligadas à saúde, além de ajudar a formar futuros profissionais. Nesse trabalho temos desgaste físico e mental, gastamos tempo e deslocamento.

Mesmo após toda essa falha da Instituição e falta de respostas ou prazos para pagamentos, dia 05 de novembro de 2021 a Instituição Uninassau em Petrolina anunciou, por meio de suas redes oficiais, vagas de emprego para preceptores nos cursos de fisioterapia, nutrição, psicologia e biomedicina.

Grupo de preceptores de estágio da Uninassau Petrolina

Com salários atrasados, mentores de estágio da Uninassau pedem providências

  1. critico disse:

    Que vergonha, uma universidade tão rica…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *