Com presença de Bolsonaro, Lula e Dilma, Moraes assume presidência do TSE exaltando democracia

por Carlos Britto // 17 de agosto de 2022 às 06:50

Foto: STF/reprodução

O ministro Alexandre de Moraes tomou posse nesta terça-feira (16) como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em seu discurso, Moraes fez uma defesa da urna eletrônica, criticou a disseminação de informações falsas (fake news) e afirmou que liberdade de expressão não é “liberdade de destruição da democracia”.

A cerimônia contou com mais de 2 mil convidados no plenário da Corte, entre eles, o presidente Jair Bolsonaro e os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff, Michel Temer e José Sarney.

Também estavam presentes o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), deputados, senadores e 22 governadores.

A cerimônia também oficializou a posse do ministro Ricardo Lewandowski como vice-presidente do TSE. Lewandowski e Moraes comandarão o tribunal durante a campanha, a votação e a homologação do resultado das eleições 2022, além da posse dos eleitos em 2023.

Moraes assumiu o cargo que antes era ocupado pelo ministro Edson Fachin. O novo presidente do TSE disse que gostaria de dar continuidade ao “belíssimo trabalho” realizado por seu antecessor.

Com humildade e serenidade, firmeza e transparência, juntamente com meus colegas de tribunal, direcionarei todos os meus esforços para dar continuidade ao belíssimo trabalho que vem sendo realizado pelo TSE sob o comando do ministro Luiz Edson Fachin na organização das eleições gerais de 2022“, disse Moraes.

Confiança da população no processo eleitoral

A posse de Moraes foi considerada um movimento de reafirmação da confiança no sistema eleitoral, principalmente diante dos ataques sem provas de Bolsonaro às urnas eletrônicas.

No início do discurso, o ministro defendeu a agilidade, a segurança, a competência e a transparência do sistema eleitoral.

Somos uma das maiores democracias do mundo em termos de voto popular, estando entre as quatro maiores democracias do mundo. Mas somos a única democracia do mundo que apura e divulga os resultados eleitorais no mesmo dia. Com agilidade, segurança, competência e transparência. Isso é motivo de orgulho nacional”, disse o novo presidente do TSE. Nesse momento, os convidados se levantaram para aplaudi-lo.

Defesa das instituições

Moraes afirmou também que a cerimônia de posse simboliza o respeito às instituições. O ministro disse ainda que as autoridades são passageiras, mas que as instituições são permanentes e imprescindíveis.

A cerimônia de hoje simboliza o respeito pelas instituições como único caminho de crescimento e fortalecimento da República. E a força da democracia como único regime político em que todo poder emana do povo, e que deve ser exercido pelo bem do povo“, declarou Moraes. (Fonte: G1 Brasília)

Com presença de Bolsonaro, Lula e Dilma, Moraes assume presidência do TSE exaltando democracia

  1. Pé no Saco disse:

    Uma posse de um juiz cheio de convidados ilustríssimos muitos com processos nas costas e outro descondenado pela mesma,como confiar em uma justiça dessa,fora a babação de juiz para juiz tudo cobra criada.

  2. Nelson disse:

    A Venezuela pra eles tb é uma democracia.

  3. PENSADOR disse:

    Democracia sem liberdade de expressão não é democracia. O discurso em si, me pareceu um delírio, só existem Três Poderes, o Executivo, eleito pelo povo, o Legislativo também eleito pelo Povo, e o Judiciário, cujos membros da mais alta Corte, são nomeados pelo Presidente do Executivo e referendados pelo Senado Federal. Quanto ao processo eleitoral, sem que se possa questionar e rever quaisquer dos resultados, é falho e antidemocrático, e para mim não é nenhum orgulho esse sistema, logo, não é orgulho Nacional.

  4. FORA PTRALHAS disse:

    ESSA “democracia” que esses caras tanto falam, é a mesma “democracia” que esse empossado RASGA todos os dias, tentando atingir um Presidente legitimamente eleito por mais de 53 milhões de brasileiros.
    A HIPOCRISIA DESSE SUJEITO, QUE DE FATO, NUNCA CONSEGUIU PASSAR EM CONCURSO PARA JUIZ, É DE DAR NOJO! E toda uma imprensa aplaudindo a VERGONHA NACIONAL – O “stf”!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.