Com duas derrotas na Casa Plínio Amorim, governo não deve ter vida fácil em pleno ano eleitoral

1

persio e alvorlande

Nesse início de retorno dos trabalhos plenários da Casa Plínio Amorim, os embates entre o novo líder de governo, Ednaldo Lima (PMDB), e o oposicionista Dr.Pérsio Antunes (PMDB) têm dado o que falar. E não é para menos.

Ex-aliado do prefeito Julio Lossio na Casa (onde foi, inclusive, seu líder), Dr.Pérsio vem levando a melhor em duas quedas de braço com o governo. Na primeira, semana passada, ele conseguiu emplacar um requerimento solicitando audiência pública para esmiuçar a questão fundiária de Petrolina.

Ednaldo queria que o projeto do Executivo, regulamentando os lotes dos bairros Mandacaru, São Joaquim e São Jorge (todos na zona norte) já fosse votado semana que vem. Perdeu a batalha. Na sessão de ontem (11), outro baque: o projeto de lei de Dr.Pérsio, reduzindo a jornada de trabalho de enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem, de 40 para 30 horas, foi aprovado. A bancada governista se absteve de votar, e agora o projeto será encaminhado ao prefeito.

Lossio pode até vetar o projeto, mas se fizer isso vai certamente gerar um desgaste que não gostaria, em pleno ano eleitoral. Essa nova derrota na Casa mostra que os governistas não terão vida fácil nos futuros embates que deverão ocorrer. Dr.Pérsio já deu o recado, e a bancada de oposição também.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

4 + 20 =