Com 2022 no radar, Miguel Coelho terá encontro com Raul Henry nesta quarta

2

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, terá encontro com o presidente estadual do MDB, o deputado federal Raul Henry, na tarde desta quarta-feira (7), na sede do MDB. A conversa se dará num cenário em que o gestor já coloca seu nome à disposição para concorrer ao Governo do Estado. Ao tratar do tema, Miguel tem associado a hipótese ao projeto de recondução do seu pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, ao Senado numa sinalização de que a legenda já teria uma chapa majoritária encaminhada.

Em entrevista à Folha, publicada ontem, Miguel fez a seguinte consideração: “O partido já tem essa condição de chapa. Tanto pela questão da recondução do senador Fernando, como também poder voltar a ser, de fato, protagonista em Pernambuco, liderando um projeto majoritário a governador”. Tal construção carrega no bojo alguns desafios. Um deles seria atrair apoios, concentrando dois nomes do MDB na mesma chapa que, nesse caso citado por Miguel, seriam ele e o pai.

Essa tem sido uma preocupação que também ronda a Frente Popular, por exemplo, quando se fala, nos bastidores, que Geraldo Julio (PSB) encabeçará uma chapa, reduz consideravelmente as chances de o governador Paulo Câmara (PSB) concorrer ao Senado. O desafio dos Coelho reside ainda em montar o palanque do presidente Jair Bolsonaro em Pernambuco, considerando a condição de FBC de líder do governo, num cenário de sensível desgaste do gestor em função do trato que tem dado à pandemia. Em paralelo, não só Raul Henry, como também o senador Jarbas Vasconcelos têm sido críticos duros da atuação do presidente.

Henry é autor de um pedido de CPI para investigar a situação de Manaus e chegou a apontar “negligência criminosa” do governo federal. A missão incluirá ainda o esforço de fazer, na esteira, Henry subir no palanque de Bolsonaro. O MDB, hoje, integra a Frente Popular, liderada pelo PSB, que vem fazendo acenos ao ex-presidente Lula, variável citada por socialistas como determinante para inviabilizar uma recomposição dos Coelho com a Frente Popular, como já se ventilou. (Por Renata Bezerra/Folha de PE)

2 COMENTÁRIOS

  1. Se apoiarem Bolsonaro em 2022 vão ficar 4 anos em casa chorando amargura. Parecem tão inteligentes, não sei porquê apoiam desgoverno Bolsonaro. Lula vem ai, abram o olho e se salvem!

  2. Quero assistir a Coelharada abraçada com o Bolzo, mas Lula ganhará, depois estarão lá puxando o saco, de qualquer um, como sempre FBC fez, o poder pelo poder , simples assim .

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

dezoito + seis =