Coluna do Blog

1

*Livre, e de volta ao jogo*

Em Ouricuri, no Sertão do Araripe, os olhares mais atentos ao cenário político agora se voltam para o vereador, Gildejânio Melo (PSD), que ganhou liberdade nesta terça-feira (26) após passar 2 anos e 8 meses preso. O vereador foi condenado, em 2018, a mais de 11 anos de prisão após a polícia encontrar mais de 20 mil pés de maconha em sua propriedade em um sítio na zona rural de Santa Filomena.

Ele cumpriu parte da pena em Petrolina e chegou a ficar por um período na Cadeia Pública de Ouricuri. Mesmo sendo posto em liberdade recentemente, as notícias são de que Gildejânio pretende tentar retomar ao cargo na Câmara de Vereadores de Ouricuri, atualmente ocupado pelo suplente, Nanias de Santa Rita.

O vereador estava em seu terceiro mandato e foi presidente da Câmara Municipal por duas vezes, além de ter sido o vereador mais bem votado da cidade nas eleições de 2016. Na época da prisão, Gildejanio, afirmou à polícia que frequentava bastante a propriedade onde a maconha foi encontrada, mas que não sabia da existência da droga.

Ouvindo as partes

O prefeito Paulo Bomfim se reuniu com representantes da Associação das Escolas Particulares de Juazeiro para ouvir as suas demandas e buscar soluções para o setor, que também passa por dificuldades provocadas pela pandemia do novo coronavírus. Durante a reunião, foram apresentadas ao prefeito questões como a evasão escolar, além das dificuldades administrativas, devido à queda de receita.

Uma nova oportunidade

Foi publicado o ato que prorrogou o recolhimento das assinaturas dos reeducandos do regime aberto e livramento condicional ao Patronato Penitenciário, órgão da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH). O objetivo é evitar aglomerações e contribuir para a diminuição de infectados com covid-19. Além de acompanhar o cumprimento da pena, o Patronato, que tem sede em Recife, Caruaru e Petrolina, também oferece apoio jurídico, psicossocial e viabiliza vagas de emprego aos egressos.

Mais energia

A Celpe inaugurou a nova linha de distribuição e Subestação Bodocó, ampliando a oferta de energia para mais de 8 mil pessoas dos municípios de Bodocó, Exu e Ouricuri. Com potência instalada de 6,25 MMVA, a nova subestação reforçará o sistema de energia elétrica da região, proporcionando maior confiabilidade no abastecimento das cidades.

O mapa do coronavirus

Pesquisadores do Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social da Fundação Joaquim Nabuco mapearam e realizaram rápida pesquisa junto aos 20 municípios que ainda não apresentam casos confirmados da covid-19. Analisando inicialmente o mapa desses municípios sem covid-19, observa-se que a primeira possível causa desse atraso na contaminação pode estar relacionado ao fato de que a maioria não está conectada ou próxima a alguma rodovia federal de grande tráfego. “Existe exceção no caso de Belém do São Francisco (BR-316) e Exu (BR-122). Porém, em ambos, há pouco fluxo de veículos se comparados, por exemplo, a BR-101 ou BR-232”, disse o estudo.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome