Coluna da Folha

2

Serra Talhada: um dos poucos redutos do PT pós-eleições no Estado

O resultado das eleições municipais deste ano foi desastroso para o PT no país, e isso inclui Pernambuco. Na capital do Estado, a legenda tombou com Marília Arraes, que foi derrotada até com certa folga pelo seu primo, o socialista João Campos, contrariando as pesquisas de opinião, que viam um cenário mais acirrado entre os dois na disputa pela Prefeitura do Recife.

A legenda petista terá de se refazer desse duro revés, analisando o que deu errado. Mas pode começar por onde está dando certo, a exemplo de Serra Talhada, uma das cidades mais importantes do Sertão do Pajeú.

Por lá o Partido dos Trabalhadores vem construindo um caminho exitoso na gestão municipal. Começou primeiro com o atual prefeito Luciano Duque, que venceu pela primeira vez em 2012, foi reeleito quatro anos depois e conseguiu emplacar a afilhada política, Márcia Conrado.

O curioso é que, para a casa legislativa, o PT de Serra Talhada fez apenas dois vereadores. A maioria eleita ou reeleita é do PP, mas a legenda é da base de Márcia.

O sucesso da administração de Duque é inegável, já que a prefeita eleita venceu por uma ampla margem. Agora cabe à Márcia dar continuidade ao que já foi feito pelo atual prefeito. Se em Serra Talhada a população vem dando o aval à gestão petista, é porque tem merecido esse crédito. Não custa nada às maiores lideranças do PT no Estado pegar a cidade sertaneja de exemplo.

No páreo

Após o segundo turno municipal, encerrado no último domingo (29/11), o prefeito Miguel Coelho (MDB) consolidou-se com a maior percentagem de votos entre todas as cidades com mais de 200 mil eleitores do Nordeste. Foram 121.300 votos ainda no primeiro turno, o equivalente a 76,19%. Ele nega, claro, mas esse número o credencia a uma disputa estadual em 2022. É aguardar.

Perda I

Duas semanas após extravasar em alegria com a vitória suada nas urnas, o prefeito eleito de Santa Maria da Boa Vista (PE), George Duarte (PP), experimentou um sentimento oposto. Ele perdeu no domingo (29/11) seu pai, Geraldo Duarte Barros, de 82 anos. Ele também era pai do ex-prefeito Leandro Duarte.

Perda II

A família Martins, em Santa Terezinha (PE), Sertão do Pajeú, voltou a sofrer com a perda de um familiar. Faleceu no último domingo (29) Nicinha de Danda, 72 anos, esposa do ex-prefeito João Batista Martins – o Danda Martins, falecido no dia 10 de dezembro de 2019, também aos 72 anos – e mãe do também ex-prefeito Geovane Martins, o ‘Vanin de Danda’, 51 anos, que morreu no último dia 20 de novembro por complicações da Covid-19. Ela também era mãe do atual vereador Neguinho de Danda. O ano não está sendo nada fácil para os Martins.

Convocados

Em Salgueiro (PE), Sertão Central, o prefeito Clebel Cordeiro (PL) fez duas novas convocações do concurso público realizado pela prefeitura em 2016. Os profissionais chamados serão lotados na Secretaria Municipal de Saúde.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome