Coluna da Folha

0
Foto: reprodução

Itapetim entre a poesia e as eleições

Em Itapetim, ventre imortal da poesia em Pernambuco, as definições políticas continuam sendo adiadas. Há 15 dias do prazo final para a oficialização das chapas nas convenções partidárias, as composições entre situação e oposição seguem indefinidas.

De um lado tem a ala governista, com o prefeito Adelmo de Moura (PSB), que vai tentar a reeleição em novembro e até o momento não decidiu quem vai caminhar ao seu lado como vice, já que o escolhido dos últimos mandatos, Júnior Moreira, está inviabilizado de concorrer. Porém as notícias na cidade são de que ele tentará uma vaga para a Câmara Municipal.

Enquanto Adelmo não escolhe seu vice, comenta-se na cidade que vereadores e secretários disputam internamente pela vaga – a exemplo do ex-prefeito Arquimedes Machado; do presidente da Câmara, Júnior de Diógenes; da secretária de Saúde, Jussara Araújo; e da vereadora Jordânia Siqueira. Todos esperam uma definição até o dia 15 de setembro, data marcada para a convenção do Partido Socialista Brasileiro em Itapetim.

Pela oposição, o que acontece é parecido e até o momento não houve definição de chapa, mas a desconfiança é que o advogado Anderson Lopes (PTB), oficialize sua pré-candidatura a prefeito em breve. Os nomes que circulam pela disputa interna para vaga de vice no palanque da oposição são do vereador Silvano do Leite, os ex-vereadores Olavo Batista e Assis Lopes.

Situação e oposição têm apenas duas semanas para oficializarem as chapas e assim, oferecerem de forma mais concreta quais são as opções que estarão à disposição da população para liderar o município nos próximos quatro anos.

Mudança de planos

O médico e vereador de Sertânia, Orestes Neves (PT), anunciou sua desistência de concorrer à prefeitura municipal. As suspeitas são de que sua mudança de planos é para concorrer à uma vaga no Legislativo. Com isso, restaram dois partidos para disputarem as eleições municipais: PRTB e o DEM. As previsões são de que o Democratas poderá assumir a liderança do bloco de oposição da cidade.

A rejeição que muda o cenário

As contas rejeitadas da vez poderão ser do ex-prefeito de São José do Egito, Romério Guimarães (PP), que é novamente pré-candidato. O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) julgou na última semana a prestação de contas do governo relativa ao exercício financeiro de 2016 e recomendou a rejeição. O processo ainda vai para análise da Câmara de Vereadores, mas já chega com a recomendação de rejeição.

Duas mulheres na disputa

Em Serra Talhada, duas mulheres poderão disputar a prefeitura da cidade em novembro. Uma é a ex-secretária de Saúde e esposa do ex-prefeito Carlos Evandro, Socorro Brito (Avante); a outra é Márcia Conrado, que também foi secretária de Saúde do município e vai disputar a prefeitura pelo PT, com apoio do atual prefeito Luciano Duque.

Convenções online

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) emitiu alerta aos municípios de Pesqueira e Poção, no Agreste pernambucano, para que realizem as convenções partidárias de forma online. A promotora de Justiça, Jeane Bezerra Silva Oliveira, expediu a recomendação por conta da pandemia do novo coronavírus, a fim de evitar aglomerações, e somente em caso excepcional devem realizar os eventos de forma semipresencial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome