Cinema no Vale exibirá a partir de amanhã a série ‘Anjos na América’

1

Cinema no ValeO projeto Cinema no Vale, desenvolvido pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), exibirá a partir de amanhã (12) a série ‘Anjos na América’, uma das produções mais importantes da TV nos Estados Unidos. A série, que já ganhou cinco Globos de Ouro (o oscar da TV no país), será exibida ao longo de três semanas.

Adaptada de uma premiada peça do escritor Tony Kushner, Anjos na América se passa nos anos de 1980, sob o período da Guerra fria, tendo como presidente Ronald Reagan. Nesse cenário, diferentes personagens – reais e fictícios – se cruzam em uma Nova Iorque assombrada pelo surgimento da Aids e pelas tensas relações políticas entre republicanos e democratas.

Em meio a esse ambiente, são discutidos temas como abandono, religião, sexualidade, reações diante da morte, direitos civis e crenças ideológicas. Os personagens parecem estar em um impasse diante de seus valores e do mundo, com destaque para a inserção do casal Rosemberg (acusado de espionagem pelo governo norte-americano e, em seguida, condenado à morte), do advogado Roy Cohn, responsável por sua condenação, e de um anjo que ultrapassa os limites entre delírio e realidade nessa série cheia de mensagens e símbolos.

A cada semana, serão exibidos dois capítulos. Nesta sexta-feira, os apaixonados por séries irão conferir a primeira e segunda partes. Os demais capítulos serão exibidos nos dias 19 e 26 deste mês, sempre no auditório da biblioteca no campus de Petrolina, a partir das 19h30. A entrada é gratuita.

1 COMENTÁRIO

  1. Outra descrição do filme, mais objetiva:
    Em 1985 Ronald Reagan está na Casa Branca e a AIDS se propaga rapidamente, fazendo vítimas sem parar. Em Manhattan, Prior Walter (Justin Kirk) conta para Louis Ironson (Ben Shenkman), que foi seu amante por 4 anos, que está com a doença. Isto faz Louis se afastar, deixando o namorado doente e solitário, e isto o faz se sentir culpado. Joe Pitt (Patrick Wilson), um advogado mórmon, tem a chance de trabalhar em Washington, no Departamento de Justiça, e para isto basta que um influente advogado, Roy Cohn (Al Pacino), pegue o telefone. Ambos estão contra a parede, pois Roy precisa de alguém de confiança, já que está em uma situação bem embaraçosa. Joe sente vontade de aceitar o emprego, mas antes precisa falar com Harper (Mary-Louise Parker), sua esposa, que passa os dias tomando Valium e aprendendo sexo na teoria. Cohn e Pitt também tem outra coisa em comum: ambos são homossexuais, sendo que o primeiro não assume por razões profissionais e o segundo por viver um conflito interno. No meio disto um anjo convida Prior para ser o profeta da morte.

    Fonte: http://tvhg.blogspot.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome