Cenário da Covid-19 em Petrolina atinge seu ponto mais crítico: De 44 leitos de UTI, restam apenas 2 disponíveis

7
Foto: Ascom PMP/SMS divulgação

O cenário da pandemia de Covid-19 atingiu até o momento, em Petrolina, seu ponto mais crítico e as autoridades acenderam a luz de alerta. A taxa de ocupação dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) chegou à marca de 95,45%. Há cerca de duas semanas a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) já vinha chamando atenção para a possibilidade de que isso ocorresse.

Dos 44 leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) destinados aos pacientes adultos com a Covid-19, que estão disponíveis na rede, 42 estão ocupados. Restam apenas duas vagas – uma no Hospital Memorial, contratado pela prefeitura, e outra na policlínica do Hospital Universitário (HU). Do número total de ocupação, 26 são pacientes de Petrolina e 16 pacientes são de outras cidades da região.

Diante desse quadro preocupante, a pasta reforça à população sobre os cuidados que devem ser tomados no enfrentamento à doença, seguindo à risca as orientações do Ministério da Saúde, a exemplo de manter o distanciamento social, higienização e uso de máscaras.

É um dado muito preocupante. Nesse momento acende o sinal vermelho em nosso município e reforça ainda mais que os cuidados precisam ser redobrados. A gestão municipal vem trabalhando incansavelmente para combater esse vírus, mas é preciso que todos tenham consciência de que o vírus não acabou”, destacou a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro.

7 COMENTÁRIOS

  1. Exatos 15 após o carnaval, a saúde entra em colapso. Faltou coragem do govenador de atuar antes, com fechamento parcial e polícia na rua. A irresponsabilidade do povo, tendo um presidente medíocre, apresenta sua conta de horror. Mas nas ruas da cidade parece vida normal: muita gente e carros. Muitos sem as máscaras limitadas simples, de pano e de pouco efeito, de pano. Quantos terão que morrer para que sejamos responsáveis??? Para que atuemos como sociedade civilizada??? Que Deus tenha piedade.

  2. Onde está os 61 leitos que existia no dia 04/2020, Novembro???, era essa a quantidade que deveria existir,e deveria ter sido providenciado pelo gestores da saúde,tiveram 11 meses desde o início da pandemia lá em Março 2020, quando todos sabem que sempre houve aumento de casos,desativaram 17 leitos, é só fazer a conta 61-44=17, é só ativar os 17 leitos e providenciar mais, dinheiro não falta pra isso…😒😒😒😒😒😒😒😒

    • Os nossos governantes querem mais dinheiro! E a culpa é da população !!! Eu pensei q estávamos mais preparados que o ano passado🤦🏻‍♂️!!!

  3. ….”mas é preciso que todos tenham consciência de que o vírus não acabou”, destacou a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro”. Acho que tem muita gente que pensa assim, inclusive gestores do município! Foi montado junto ao hospital de traumas um hospital de campanha bem robusto, gastaram uma nota junto com governo do estado pra MONTAR e DESMONTAR. Ou será que foi só pra mostrar a população que eles sabem montar um hospital de campanha? É preciso despolitizar a pandemia, alguns canalhas e políticos precisam encarar a pandemia do Covid19 com mais sinceridade e humanidade, hoje morre “Zé da esquina” amanhã pode ser um ente querido seu! É muita mentira, conflitos de informações, testes rápidos que não detectam o Covid19 e só causam mais pânico, pseudos especialistas que querem explicar o que nem eles mesmo sabem. Essa Coronavac é uma aberração da CHINA COMUNISTA, eu não tomo nem que seja a única vacina na face da terra.

    • Agradeça ao seu presidente por só termos Coronavac, pois ele dispensou 70 milhões de doses da Pfizer para comprar cloroquina, que não tem serventia para COVID. Senta e chora, vai tomar ela sim.

      E não é aberração da China comunista não, é a vacina do Brasil, como disse Bolsoasno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

catorze − 12 =