Casos de meningite aumentam em 137% em Salvador

por Carlos Britto // 25 de março de 2009 às 13:00

O município de Salvador registrou um aumento de 137,5% de incidência da meningite meningocócica, a variante mais grave da doença, em relação ao mesmo período do ano passado. Até o dia 13 de março, foram registrados 19 casos da doença, contra oito notificados em 2008. Destes, 89% são do tipo C. O número de mortes passou de dois para quatro na capital baiana, dos quais duas vítimas eram crianças. Em todo o Estado, foram registrados 39 casos de meningite meningocócica, com 8 óbitos, contra 25 e 6 no mesmo período de 2008, respectivamente. Dados da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) apontam que este ano já foram confirmados 144 casos da doença na Bahia com todos os tipos de variantes.

A chefe do Setor de Agravos da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde da prefeitura de Salvador, Rosildete Silva Santos, afirma que no momento não está caracterizado o surto de meningite na capital baiana. De acordo com ela, para ser considera do surto é preciso que haja incidência de 10 casos da doença para cada 100 mil habitantes. Com quase 3 milhões de habitantes, Salvador só terá conflagrada uma epidemia a partir do momento que registrar 300 casos, quase oito vezes mais que as atuais 39 notificações.

A meningite meningocócica caracteriza-se por início súbito com febre, cefaleia intensa, náuseas, vômito e rigidez de nuca. Após o aparecimento dos primeiros sintomas de dores de cabeça, febre e vômito, a pessoa deve procurar uma unidade de saúde imediatamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *