Caso Beatriz completa dez meses sem desfecho; grupo realizará ‘Manifestação de Fé’ nesta sexta

5

manifestacao-de-fe-beatrizO crime que vitimou a menina Beatriz Angélica Mota, então com sete anos de idade, e chocou o Vale do São Francisco, completa dez meses nesta segunda-feira (10) sem desfecho. A garota foi morta com 42 facadas no dia 10 de dezembro passado nas dependências do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, Centro de Petrolina, durante um evento de encerramento do ano letivo.

Após inúmeras manifestações e parceria entre os Governos de Pernambuco e Bahia para tentar solucionar o caso, ninguém ainda foi preso. A Polícia Civil divulgou apenas um retrato falado e um vídeo do suspeito pelo crime. No entanto, o delegado responsável pelas investigações, Marceone Ferreira, disse que o caso “não vai cair no esquecimento”.

Para marcar os dez meses do crime e pedir justiça, o grupo ‘Beatriz Clama por Justiça’ vai realizar nesta sexta-feira (14), às 18h30, uma ‘Manifestação de Fé’ na Praça Dom Malan (ao lado da Catedral), Centro da cidade. O movimento, de novo, também terá a finalidade de cobrar das autoridades a solução do crime.

5 COMENTÁRIOS

  1. Queremos pelo menos o(os) assassino(os) na cadeia o mais rápido possível, mas no USA já se condenou muitos inocentes, tão somente para “resolver ” determinados casos com mais rapidez; embora claro, lá são mais eficientes, mas erram também e muito!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome