Casa Plínio Amorim realizará audiência pública sobre crise da saúde em Petrolina

por Carlos Britto // 29 de abril de 2009 às 20:50

A crise da saúde pública em Petrolina será tema de uma audiência pública que acontecerá na próxima segunda-feira (04) na Casa Plínio Amorim, às 18 horas.

O encontro foi solicitado pelo líder do Governo Lóssio, vereador Pérsio Antunes (PMDB) através de um requerimento apresentado à Mesa Diretora.

Deverão comparecer à audiência a promotora de justiça, Liliane Asfora Cunha Cavalcante; o secretário municipal de Saúde, José Mendes; a gerente da 8ª Gerência Regional de Saúde, Maria do Socorro Barros; o reitor da Univasf, José Weber, além dos representantes da classe médica, Edvaldo Lopes (presidente da Cooperativa dos Cirurgiões), Antonio Marcos (presidente da Sociedade de Medicina de Petrolina), Marcelo Marques (superintendente do Imip) e José Alberto Viera Rosa (diretor do Sindicato dos Médicos).

Casa Plínio Amorim realizará audiência pública sobre crise da saúde em Petrolina

  1. Tô de olho !!!! disse:

    Pra queeeeeeeeee ? Audiência com os vereadores, pra que ? Até parece que vereador resolve algum problema da cidade, principalmente da saude kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, só rindo mesmo !!!! Se sete (7) vereadores (segundo um leitor do blog) se elegeram através da saúde, eles querem mais é que ela se exploda, pq aí sim, eles terão os eleitores pedindo favor !!!!!! E a gente achando que pela 1a vez que um Prefeito é medico, e sabe dos problemas, isso jamais ocorreria, nos enganamos, novamente!!!!!! E ainda tem muitos sabidões e babões que fazem verdadeiras palestras e cursos intensivos de adminstração hospitalar para quem não entende nada!!!! Nem eles entendem!!!!!. Que pena !!!!!

  2. ATENDE disse:

    Kd Major Enfermeiro (líder da oposicção), Anatélia (há bem pouco tempo, gerente da 8ª GERES), Raimunda Sol Posto (vive dentro do HDM), Dr. Persi(m)o, para citar apenas os vereadores mais identificados com a saúde de Petrolina. Mais vale para todos os 14 eleitos. Nada se faz!

  3. ATENTO disse:

    Em reunião ontem, o SIMEPE decretou que dentro de trinta dias, se não houver avanço nas negociações, haverá demissão em massa dos médicos da rede pública municipal. Também, esse pessoal da PMP prefere o confronto ao diálogo. Trouxeram médicos recém-formados (1º ano de residência) de Salvador para ganhar igual a médicos experientes já instalados em Petrolina, mais passagens aéreas, táxis e hospedagem. Quer dizer, fica muito mais caro trazer os médicos inexperientes de Salvador.

  4. Pedro disse:

    esperamos que despolitize esta audiência, avaliem mas levem proposta , nós temo instalada aqui a UNIVASF, precisa utilizar deste ceeleiro pra buscar a saída para esta crise eterna que aflige a população, seu lossio se desarme seja humilde baixe este cangote arrogante e vamos trabalhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *