Candidato a estadual, Antonio Coelho defende mais Delegacias da Mulher e plantão 24h em Pernambuco

2
Antonio Coelho. (Foto: Ivaldo Reges/Divulgação)

O combate efetivo à violência contra a mulher tem sido uma das bandeiras do candidato a deputado estadual Antonio Coelho (DEM). Ele defendeu ontem (10), durante reunião no Bairro Mandacaru, zona norte de Petrolina, a criação de novas unidades da Delegacia da Mulher em Pernambuco. Antonio ainda afirmou que vai lutar para ampliar o atendimento para os finais de semana e serviço 24 horas nas cidades com maior densidade populacional, a exemplo de Petrolina.

O candidato lembrou durante a conversa com os moradores que a maior incidência de crimes contra a mulher ocorre nos finais de semana e à noite, o que justifica a necessidade de criação de plantões nas delegacias. “Em Petrolina, temos um grande problema de violência. Aqui e em outras cidades, as delegacias da Mulher fecham toda noite e não abrem nos fins de semana. É justamente nesse período que ocorre o maior volume de ocorrências contra a mulher. Por isso, tenho defendido essa mudança e cobrarei do governo uma resposta mais rápida“, apontou.

Segundo o Departamento de Polícia da Mulher, em 2017 o Estado registrou 316 mortes de pernambucanas, sendo 76 feminicídios (crime cometido contra o gênero). “A gente precisa lutar contra uma situação tão alarmante. É necessário criar as condições mínimas de garantir a segurança das mulheres“, reforçou o democrata.

2 COMENTÁRIOS

  1. E vai fazer isso com que dinheiro, caro “ecomunista”? Esse garoto estudou economia na Venefavela, ou em Cuba, só pode! Deve ser daqueles defensores do multiplicador keynesiano, aquela desgraça que jogo todo país que o implantou em crises econômicas fortíssimas. Pernambuco está na situação em que está graças ao famigerado governo de Eduardo Campos, que seu pai apoiou cegamente, torraram dinheiro a torto e à direito, e agora não tem dinheiro para mais nada, o que se reflete também na segurança pública, logo não venha com esse discursinho de mudança, quando você e sua turma representam justamente a manutenção do statos quo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome