Banco de Alimentos de Juazeiro é reaberto, ajudando população em vulnerabilidade social

0

Um dos mais importantes instrumentos de combate ao desperdício, o Banco de Alimentos de Juazeiro (BA) foi reaberto. Através de inúmeras doações de projetos irrigados, instituições privadas e do Mercado do Produtor, a iniciativa é uma realização das Secretarias de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES), Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP) e Agência Municipal de Abastecimento (AMA).

Com o lema ‘Combatendo o desperdício, reduzindo a fome’, o programa social tem como foco distribuir o excedente dos alimentos não desperdiçados às instituições sociais e famílias cadastradas pelo programa, bem como promover a qualificação profissional e ampliar a oferta dos equipamentos públicos. “Estamos recebendo muitas doações de instituições privadas, projetos agrícolas e do Mercado do Produtor de Juazeiro. São excedentes que seriam jogados fora e desperdiçados e que hoje supre a necessidade de muitas pessoas carentes”, explicou a tecnóloga em alimentos da ADEAP, Ataildes Pinheiro.

Já a SEDES está realizando o trabalho social com as entidades cadastradas que serão beneficiadas com os alimentos arrecadados. “Iremos atender às pessoas em vulnerabilidade social do município. O Banco de Alimentos além de evitar o desperdício, combate a fome e melhora a qualidade de vida das pessoas”, observou a titular da pasta, Margarida Benevides. 

O equipamento funciona na Central de Serviço e Apoio a Agricultura Familiar (Cesaf), no bairro Pedro Raimundo. Vale destacar que a Cesaf também fará o beneficiamento de parte da matéria prima arrecadada, através de cursos de qualificação ao público atendido, com o objetivo de geração de renda. “Estamos fazendo todo esse processo para que tenhamos um desperdício mínimo”, frisou a titular da ADEAP, Elayne Borges.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome